Saúde RSS Colinas

Projeto “Vamos Sorrir” aproxima alunos da saúde bucal

Crianças da EMEI Pequeno Mundo recebem atendimento odontológico (Foto: Divulgação)
Crianças da EMEI Pequeno Mundo recebem atendimento odontológico (Foto: Divulgação)

Colinas aderiu ao Programa Brasil Sorridente, que é voltado para ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal. Dessa forma, dentre outros serviços, o município realiza o projeto “Vamos Sorrir”. A ação é direcionada a crianças e pré-adolescentes alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Pequeno Mundo, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ipiranga e da Escola Estadual de Ensino Médio Colinas.

A intenção é criar, de maneira descontraída, um vínculo de carinho e amizade, quebrando barreiras e aproximando o profissional de saúde bucal à comunidade escolar. Entre as ações, a dentista da Unidade Básica de Saúde, Guadalupe Dumcke Cobalchini, visitou os educandários realizando avaliações prévias e exames orais para classificar os estudantes conforme a condição da dentição. Foram utilizadas as cores verde, amarelo e vermelho como forma de identificação, obtendo assim uma ordem para facilitar o agendamento de consultas na Unidade, dando ênfase às mudanças de hábitos alimentares e higiene.

Os casos mais complexos serão encaminhados para especialistas. Conforme a profissional, o foco é a prevenção de doenças. “Queremos criar uma conscientização por parte de alunos e pais a fim de diminuir as necessidades de tratamentos odontológicos futuros, evitando possíveis transtornos e um maior cuidado com dentes desde a infância”, explica.

Saiba mais
Criado em 2004, o Programa Brasil Sorridente faz parte da Política Nacional de Saúde Bucal e prevê uma série de ações para facilitar e ampliar o acesso da população ao tratamento odontológico gratuito aos brasileiros por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as medidas do programa, destacam-se as ações de promoção e prevenção, com viabilização da adição de flúor nas estações de tratamento de águas de abastecimento público; a reorganização da Atenção Básica em saúde bucal, principalmente com a implantação das Equipes de Saúde Bucal na Estratégia Saúde da Família; a ampliação e qualificação da Atenção Especializada, especialmente com a implantação dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) e a reabilitação protética, por meio dos Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias.

Hoje, a saúde bucal faz parte da estratégia da saúde da família. Cerca de 25 mil equipes cobrem 38% da população na atenção básica. O Brasil possui 1033 centros de especialidade odontológicas em 858 municípios, que atendem pacientes com necessidades especiais, como endodontia, periodontia e cirurgias. Para atender uma parte da população que sofre com a perda dentária, existem 1.771 laboratórios regionais de próteses dentárias. Só em 2015, 626.662 próteses foram entregues em todo o País.

Texto: Ascom Colinas