Vera Cruz Meio Ambiente RS RSS

Protetor das Águas executa projeto de Conservação de Solos

Projeto contempla melhorias nos acessos às propriedades (Foto: Divulgação)

O Programa Protetor das Águas de Vera Cruz entre em uma fase importante de conservação do Arroio Andréas. A partir de um convênio firmado entre o Município de Vera Cruz e a Agência Nacional de Águas – ANA, estão sendo realizadas melhorias nas 68 propriedades participantes da iniciativa. A execução do projeto de Conservação de Solos, recebeu recursos, liberados pela Caixa, para implantação das metas estabelecidas previamente.

O Secretário de Obras, Saneamento e Trânsito e de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, e ainda coordenador do Programa, Gilson Becker, explica que no momento são realizadas as metas três e quatro do convênio. “Estamos melhorando estradas e acessos de propriedades com a colocação de cascalho e adequação da drenagem. Essas ações reduzem a velocidade da água e diminuem a lixiviação (dissolução dos componentes do solo pela água) e o transporte de sedimentos para dentro dos mananciais. Assim, a água infiltra mais no solo, fortalece os lençóis subterrâneos, melhora as condições de escoamento e evita a erosão”, esclarece o líder das pastas.

Também começam a ser implantadas 50 hectares de plantio direto. As práticas adequadas de manejo e conservação do solo são supervisionadas pelo Engenheiro Ambiental, Ismael Ricardo Boesel. “Produtores participantes do Programa que demonstraram interesse receberam insumos para cultivo correto durante três safras consecutivas. Agora neste primeiro ano, ocorre análise de solo e aplicação de calcário para correção de acidez, para posterior plantio das sementes de aveia e milho, além de adubo, ureia e herbicidas entregues a cada produtor”, aponta Boesel.

Ao todo a verba alcança R$ 667.425,00. A União repassou R$ 654.076,50 e a prefeitura deu contrapartida de 2% desse valor, R$ 13.348,50. Além das melhorias nas estradas rurais e do plantio direto, estão previstas adequação de taludes no Arroio Andréas, seminários sobre educação ambiental para os produtores e capacitação para operadores de máquinas e para a equipe técnica do programa.

Financiado atualmente pela Philip Morris Brasil, o Protetor das Águas foi criado em 2011 com o objetivo de resguardar as nascentes às margens do Arroio Andréas. O Programa conta com 63 produtores integrados e 144,48 hectares preservadas. A realização é da Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc, com apoio do Ministério do Meio Ambiente (através da ANA), Comitê Pardo, Emater/RS-Ascar, Afubra e SindiTabaco.

Texto: Ascom Vera Cruz