Destaques Educação RSS Teutônia

Qualificação técnica está diretamente relacionada às oportunidades de emprego e à geração de renda

Vista aérea do  Colégio (Foto: Divulgação)
Vista aérea do Colégio (Foto: Divulgação)

A instabilidade econômica e política brasileira influenciam na vida de todos e, especialmente, na oferta de empregos e na geração de renda. Paralelamente a isso, as oportunidades estão diretamente relacionadas à qualificação profissional. Nesse contexto, a Educação Profissional do Colégio Teutônia oferece diferentes cursos técnicos, atendendo à demanda do mercado.

Há 65 anos, o Colégio Teutônia forma profissionais qualificados, que reúnem conhecimento técnico, habilidades e competências, necessários para o exercício de diferentes profissões. “A formação em nível técnico assegura uma boa colocação no mercado de trabalho, além de um bom salário. Para quem quer fazer a diferença e sair na frente, a opção de cursar o ensino técnico é muito interessante”, avalia a coordenadora da Educação Profissional do Colégio Teutônia, Francine Caumo.

No CT, a Educação Profissional pode ser cursada de forma concomitante ao Ensino Médio ou sequencial ao Ensino Médio. Essa formação eleva consideravelmente a empregabilidade dos estudantes, além de possibilitar a elevação dos ganhos salariais e permitir por em prática diferentes projetos de vida.

Qualificação

A Educação Profissional do CT oferece os cursos técnicos em Administração, Eletrotécnica, Agropecuária, Eletromecânica e Serviços Jurídicos. Todos os cursos possuem período de estágio curricular, com mais de 70 empresas conveniadas para concessão de estágios. Entre os benefícios, empregabilidade de estudantes superior a 90%, salários compatíveis e competitivos, aulas à noite e, para o Técnico em Agropecuária, aulas práticas nas manhãs de sábado. “As empresas avaliam constantemente a qualificação técnica de seus profissionais e futuros funcionários. O mercado de trabalho necessita de pessoas diferenciadas para determinados setores das empresas”, ressalta Francine.

Para o diretor do Colégio Teutônia, Jonas Rückert, a educação, o mercado de trabalho e a qualidade de vida estão diretamente relacionados. “Estamos direcionando os estudantes para o mercado de trabalho, com formação de nível técnico, enriquecendo para além do currículo formal dos cursos, ampliando vivências e convivências: diferentes conhecimentos, diferentes áreas, diferentes contextos. Acreditamos na vida e a qualificamos, e essa qualidade de vida perpassa pela educação”, destaca.

Bolsas de estudos 2018

No ano letivo de 2018, frente às tendências tecnológicas e à necessidade crescente de profissionais qualificados, as cooperativas Languiru e Certel e a Fundação Agrícola Teutônia (FAT) disponibilizam bolsas de estudos para os cursos técnicos do Colégio Teutônia.

Para participar do processo seletivo de bolsas da Cooperativa Languiru e da Certel é necessário ser sócio ativo ou filho de associado, com idade mínima de 16 anos, estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio.

O primeiro ciclo de provas ocorreu no dia 11 de novembro, com novo processo de seleção no próximo dia 25 de novembro, das 8h às 11h, no Colégio Teutônia, envolvendo questões das disciplinas de Matemática e de Português. As inscrições devem ser efetuadas junto à Secretaria do Colégio Teutônia ou pelo site www.colegioteutonia.com.br

As vagas para bolsas de estudo são para as modalidades Médio e Pós-Médio, nos cursos Técnico em Agropecuária, Técnico em Administração, Técnico em Eletrotécnica, Técnico em Eletromecânica e Técnico em Serviços Jurídicos. Após a realização da prova, os candidatos aguardam chamada para entrevista e efetivação da matrícula. Mais informações pelos fones (51) 3762-4040 e 3762-6025.

Texto: Ascom CT