Cultura Destaques Muçum

Realização que veio para ficar

Meu Jardim Mais Bonito está com inscrições abertas e premiará novamente os mais belos quintais do interior

Como na 1ª edição, é esperado que se alcance cerca de 50 participantes. (Créditos: Bruna Luzzi Brino)

Após aprovação do Poder Legislativo, na última segunda-feira, com cinco votos a quatro, a Administração Municipal, através da Secretaria de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, lança a 2ª edição do concurso Meu Jardim Mais Bonito. A promoção, realizada em 2018, volta a contemplar o interior da Princesa das Pontes, com objetivo de fomentar o turismo rural. As inscrições ocorrem até o dia 1º de setembro, na Casa de Cultura.

Na primeira realização, foram mais de 50 inscritos, número que, segundo a Administração Municipal deve ser facilmente alcançado neste ano, já que se aceitação da maior parte da população. O projeto tem novamente o apoio da Emater/Ascar – RS, que auxilia na prospecção de participantes e acompanha a ornamentação dos jardins. “Damos preferência para mudas antigas, com o intuito de resgatar o plantio de algumas espécies”, conta o técnico da Emater Jairo Belini.

Muçum é conhecido pela arquitetura presente em antigos casarões, os quais fomentam o turismo e, o concurso, é visto como agregador exponencial do setor, já que os jardins estarem aberto às visitações, são um dos requisitos. “Os jardins já estão organizados, em função da primeira edição. Por isso, neste ano, o nível do concurso deve subir”, avalia a secretária de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, Jacinta Casagrande.

O julgamento dos vencedores deve ser feito em outubro, quando uma comissão especializada elegerá os jardins mais bonitos do interior do município. Os melhores colocados receberão a seguinte premiação: 1º lugar, um televisor; 2º lugar, um forno elétrico; 3º lugar, um liquidificador; 4º lugar, um ventilador; 5º lugar, uma chaleira elétrica; 6º lugar: uma cafeteira; 7º lugar: uma sanduicheira; e 8º lugar, um secador de cabelo. “A premiação dos vencedores é apenas um incentivo. Além de agregarmos ao turismo, um dos focos principais é a participação e inclusão, assim como a valorização dos trabalhos que muitos fazem em seus jardins”, explica Jacinta.

 

Assessoria de Imprensa