Saúde Estrela

Realizado último LIRAa do ano em Estrela

Carmen Hentschke realizou apresentação na Câmara de Vereadores, segunda-feira (28) / foto: Joilson Marcelo Pereira

Levantamento de Prevenção à Dengue ocorreu ao longo da semana. Resultados devem sair nos próximos dias

A Vigilância Ambiental de Estrela concluiu, nesta segunda-feira (28), o Levantamento de Índice Rápido de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), o mosquito transmissor da Dengue. Foi o último dos quatro levantamentos agendados para o ano, um dos processos mais importantes dentro do trabalho de prevenção à doença. O anterior havia ocorrido em agosto. O próximo está pré-agendado para o fim de janeiro ou início de fevereiro.

No LIRAa, agentes ambientais e também Agentes Comunitários de Saúde realizam uma visita surpresa a residências de quarteirões sorteados de todos os bairros. Na ação, são coletadas amostras de água parada que possam conter larvas de mosquitos. As amostras coletadas são então encaminhadas para análise do laboratório da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) do Estado. Nesta última ação, foram realizadas visitas em quarteirões dos 13 bairros da cidade. Ao todo foram 584 vistorias em imóveis e 34 amostras de larvas coletadas. O resultado deve sair nos próximos dias.

A tensão das autoridades cresce a partir do momento que do levantamento de agosto, ao contrário do realizado em maio, deu caso positivo para uma das amostras coletadas. E as chances aumentam a medida que as últimas semanas tiveram bastante dias chuvosos, o que facilita o acúmulo de água nos mais diversos ambientes, e já mais quentes. A coordenadora em Saúde de Estrela, Carmen Hentschke, responsável pela Vigilância Ambiental e Epidemiológica, explica. “O que nos preocupa e nos deixa em alerta é o fato que as amostras de agosto foram coletadas em dias de muito frio, onde a proliferação é mais lenta. Mas agora já passamos por dias mais quentes, o que beneficia o surgimento e a reprodução destas larvas”, detalha.

Em 2017 foram realizados dois LIRAa, com 1049 imóveis visitados. Em 2018 o número mais que dobrou, para 2.231 visitas. Em 2019 serão 2240. Além do LIRAa, a equipe da vigilância realiza visitas rotineiras e estratégicas a cada 15 dias.

Números

A responsável pela Vigilância Epidemiológica do município também foi convidada a ocupar, na última segunda-feira (28), a Tribuna Livre da sessão da Câmara de Vereadores de Estrela, onde realizou uma explanação sobre os perigos da doença, informações básicas e trouxe um balanço parcial dos números de ocorrência no País, Estado e município. No Brasil houve um crescimento espantoso da doença. Das 3,4 mil ocorrências em 2018, com 141 óbitos, pulou para mais de 16,2 mil em 2019 em números ainda parciais, sendo que somando já 541 óbitos. No Estado, de 22 casos ano passado, sendo todos “importados” de outras regiões, são mais de 1,2 mil na atual temporada, sendo que mais de 90% autóctones, ou seja, contraídos dentro da sua área. Em Estrela até o momento, houve no ano o registro de apenas um caso da Dengue, mas considerada “importada”. Mais informações pelo telefone 3981-1136.

Texto: Rodrigo Angeli
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela