RS Rural

Recursos da Consulta Popular para agricultura familiar crescem 33%

Neste ano, o governo do Estado definiu verbas de R$ 80 milhões para os projetos, valor 33% a mais do que foi distribuído no ano passado (Foto: Reprodução/Google)

Os recursos da Consulta Popular para programas que fortalecem a agricultura familiar e ampliam a infraestrutura rural cresceram 33% este ano, chegando a R$ 12,6 milhões, contra R$ 9,4 milhões na edição passada. As iniciativas da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) ficam atrás apenas de projetos das áreas da Segurança Pública e da Saúde, conforme a Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), que computou votação recorde, com 795 mil votos durante os quatro dias de pleito. Ao todo, foram escolhidos 111 projetos, todos previamente definidos em assembleias, como prioritários pela população nas 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), que representam os 497 municípios.

“A população entende a importância da agricultura familiar, e o governo do Estado reconhece a necessidade de manter investimentos para desenvolver ainda mais este segmento produtivo”, analisou o secretário da SDR, Tarcisio Minetto.

Neste ano, o governo do Estado definiu verbas de R$ 80 milhões para os projetos, valor 33% a mais do que foi distribuído no ano passado (R$ 60 milhões). “Desde o início de nossa gestão, mostramos a realidade da crise financeira. Não prometemos o que não faríamos. Na Consulta Popular agimos da mesma maneira. Cumprimos com todos os pagamentos aos projetos votados pelas pessoas, sem deixar passivos”, afirmou o governador José Ivo Sartori.

A área que teve mais votos da população foi a Segurança Pública, com projetos que visam ao reaparelhamento dos órgãos da segurança e cercamento eletrônico, resultando em mais de R$ 26 milhões. Outra área com muitos votos foi a Saúde, com projetos que visam à ampliação, reforma, e aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS, assim como a qualificação da Saúde da Família (aquisição de veículos), se somados, as verbas ultrapassam R$ 25 milhões.

“As pessoas votaram no que consideram ser mais importante. Por isso, acredito que a Consulta Popular contribui para transformar e ajudar no desenvolvimento regional. Quando os municípios vão bem, as regiões também vão. É uma construção conjunta, onde os Coredes têm um grande papel”, declarou Sartori.

O município com maior votação foi Ijuí, com 9.875 votantes. O maior número proporcional foi Vista Alegre, com 2.191 eleitores, o que corresponde a 90% dos moradores. Para o secretário da SPGG, Josué Barbosa, esses dados comprovam que o pleito tem credibilidade. “A população percebe que estamos entregando o que foi combinado. Isso gera uma confiança que se reflete neste recorde de votos”, concluiu.

Histórico

Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da comunidade, que define parte dos investimentos que constarão no Orçamento do Estado. Anualmente, o governo fixa o valor que será submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como quantidade de habitantes e Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Texto: Ascom SDR
Edição: Gonçalo Valduga/Secom