Artigos - Desenvolvimento Rural

Renovação do Certificado de Filantropia da Ascar/Emater – por Higor Barcelos

Eduardo, Andreza e Higor da Emater de Encantado (Foto: Elisangela Favaretto)
Eduardo, Andreza e Higor da Emater de Encantado (Foto: Elisangela Favaretto)

Uma solenidade realizada na quinta-feira (30), no Palácio Piratini, marcou a renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas) da Ascar-Emater/RS, garantindo a continuidade dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) oficial do Rio Grande do Sul, que atendem a 222 mil famílias de agricultores e pecuaristas familiares, indígenas, quilombolas, pescadores artesanais, assentados da reforma agrária e aquicultores em todo o Estado.

O evento contou com a presença do governador José Ivo Sartori, do ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, do secretário estadual do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, deputados estaduais e federais, secretários de estado, do presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, representantes de entidades ligadas ao setor e dos públicos assistidos pela Aters gaúcha, entre outras lideranças.

O presidente Clair Kuhn agradeceu aos integrantes dos governos estadual e federal, parlamentares, entidades, funcionários da Emater/RS-Ascar e demais instituições representativas do meio rural pelo empenho na conquista da renovação do Cebas. “O trabalho desenvolvido pelas famílias que vivem e produzem no campo é fundamental para nossa sociedade, dele depende a produção de alimento que sustenta não somente as mesas do nosso país, mas também sua economia, e a Emater tem parte importante nesse desenvolvimento. Todas as decisões e atitudes que tomamos são pensando nas pessoas que tiram leite ou plantam no RS, não há nada melhor do que ser dono do próprio negócio, e agimos para que a sucessão rural seja uma realidade e essa produção continue”, ressaltou.

Representando todos os públicos assistidos pela Emater/RS-Ascar, o agricultor Antônio Carlotto, de São José do Sul, contou parte de sua história. Ele vive com a esposa em uma propriedade de quatro hectares e trabalhava como diarista, mas tinha um sonho de ter uma profissão, que se tornou realidade com o auxílio dos extensionistas. Hoje, além de cultivar morangos em estufa, produz outros 25 itens orgânicos, vendidos para a merenda escolar e em uma feira orgânica de Porto Alegre. “Se o colono não tiver conhecimento, não produz. Com as técnicas e demais informações que o pessoal da Emater nos repassa, hoje me considero um “baita” produtor, não em números e extensão de terra, mas em conhecimento. Foi o apoio da Emater que permitiu que agora tenhamos internet, máquinas agrícolas e mais conforto na nossa propriedade”, contou Carlotto.

O ministro Osmar Terra afirmou que a agricultura familiar é um importante meio de erradicação da pobreza. De acordo com ele, o governo deve anunciar em breve recursos para fomentar a inclusão de pequenos produtores rurais que vivem em condição pobreza.

O secretário Tarcísio Minetto disse que a renovação do certificado é fruto do trabalho de muitas mãos e agradeceu o empenho do ministro Terra. Segundo Minetto, o trabalho da Emater/RS-Ascar é importante para o crescimento do PIB gaúcho e nacional, além de ajudar a suprir a crescente demanda por alimentos no mundo. “Trabalhar com agricultura é trabalhar com o desenvolvimento”, concluiu.

O evento foi acompanhado pelos empregados da Emater/RS-Ascar e lideranças regionais e dos municípios em todas as regiões do Estado através da TV Emater, que fez a sua primeira transmissão ao vivo hoje, marcando o lançamento do novo veículo criado pela Instituição para levar informações aos gaúchos. A TV Emater pode ser acessada pelo endereço tv.emater.tche.br.

Fonte: Emater.tche.br

Higor Barcelos – Extensionista Rural
Escritório Municipal de Encantado