Artigos - Saúde e Bem-estar

Retenção de Líquido e Alimentação – por Daiane Bergamaschi

Daiane Bergamaschi (Foto: Divulgação)

Você já teve a sensação de inchaço? Pode ser a famosa retenção de líquido, que é caracterizada pela concentração de água entre as nossas células, sendo mais prevalente em mulheres do que em homens. Os locais do corpo mais afetados são a região abdominal e os membros superiores e inferiores.

A retenção de líquido pode influenciar seu peso, mesmo que que você não tenha engordado. Sua causa pode estar relacionada com fatores hormonais, insuficiência renal, problemas ligados à circulação sanguínea e também a qualidade da alimentação.

É normal ter um pouco de retenção de líquidos após exagerar um pouco na comida, na bebida, mas se sua retenção não tem ligação com nenhum destes fatores, é necessário procurar um médico e investigar.

E como a alimentação pode contribuir para melhorar este quadro?

Um dos maiores vilões é o sódio. Diminua o consumo de sal diário, opte por ervas frescas e desidratadas para temperar! Evite os industrializados, que na sua maioria, são ricos em sódio. Alguns exemplos são o macarrão instantâneo, a lasanha congelada, caldos de carne, shoyo, sopa instantânea, queijo parmesão, etc.

Os alimentos em geral já possuem naturalmente sódio em sua composição, caso se exagere no consumo de industrializados, a retenção é ainda mais evidente.

Aumente o consumo de alimentos diuréticos como: abacaxi, limão, laranja, melão, melancia, alface, pepino, pimentão, repolho, alcachofra, salsinha e água de coco.

Os chás também ajudam a desinchar. Alguns exemplos são o chá verde, chá de hibiscus, dente de leão, centelha asiática e carqueja! Caso seja hipertenso ou gestante há muitas contradições, é indicado o consumo apenas sob orientação médica e nutricional.

Evite os alimentos enlatados, embutidos e açucarados.

Muitas vezes a causa principal da retenção é justamente a falta de água. A ingestão regular de água ajudará a manter a hidratação e o bom funcionamento do seu organismo, aliviando a retenção.

A atividade física estimula a circulação e o fluxo de líquidos e nutrientes pelo corpo, o que evita a formação de edemas.

Comer depressa faz com que você não mastigue bem os alimentos, atrapalhando a digestão. Isso fará com que o bolo fecal chegue ao intestino sem estar adequadamente digerido, prendendo o intestino e causando o inchaço.

O ideal é adotar uma alimentação equilibrada com variedade de vitaminas e minerais. Quanto mais colorido o prato, melhor!

Mas lembre-se, se você ainda não descobriu as causas do seu inchaço, é muito importante que vá ao médico para diagnosticar as possíveis causas.

Daiane Bergamaschi – Nutricionista Pós-graduada em Gestão da Qualidade no Processamento de Alimentos