RSS Rural - Agricultura Destaques Ilópolis

Reunião em Ilópolis apresenta diagnóstico da cadeia produtiva da erva-mate

Cadeia produtiva da erva-mate esteve em discussão (Foto: Divulgação)
Cadeia produtiva da erva-mate esteve em discussão (Foto: Divulgação)

Uma reunião envolvendo integrantes da cadeia produtiva da erva-mate do polo ervateiro do Alto do Vale do Taquari foi realizada na sexta-feira (11), na Câmara de Vereadores de Ilópolis. O objetivo do encontro foi apresentar a comunidade ervateira regional os resultados do diagnóstico realizado no final do último ano e que nortearão as ações a serem executadas dentro do Programa Gaúcho Para Valorização e Qualificação da Erva-Mate, do Governo do Estado.

O objetivo dessa etapa, ressalta o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, é contemplar as prioridades a serem trabalhadas, a partir da validação feita pelos representantes da cadeia produtiva – sejam eles produtores, viveiristas e representantes de indústrias ou de entidades ligadas ao setor. “A reunião também permitiu definir as estratégias a serem adotadas para a execução destas prioridades com calendarização de novos encontros como parte deste planejamento”, salienta Brandoli.

Na ocasião foram apontados pontos fortes e fracos em temas como boas práticas agrícolas, boas práticas de fabricação, certificação e cenário geral. “Assim, temas como profissionalismo do setor, qualificação da mão de obra, fortalecimento das ações de assistência técnica, certificação de ervateiras, melhoria da matéria-prima e das instalações das ervateiras e uso indiscriminado de agroquímicos, serão trabalhados em atividades futuras”, comenta o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Ilvandro Barreto de Melo.

As ações para cada temática serão calendarizadas como estratégia para ajuste do fluxo e da execução de cada atividade. Melo salienta que o programa possui três fases distintas. “A primeira delas, de diagnóstico e validação dos resultados foi realizada por meio deste encontro”, comenta. Os próximos passos, de acordo com o agrônomo, envolvem o planejamento estratégico e a execução das ações que, posteriormente serão aplicadas, monitoradas e avaliadas e, caso seja necessário, corrigidas.

De acordo com Brandoli, o retorno possibilitado pelo diagnóstico tem fundamental importância uma vez que, por meio do trabalho em parceria, será possível alcançar um dos principais objetivos do Programa Estadual, que é o de melhorar a qualidade dos produtos da erva-mate, fortalecendo assim a cadeia produtiva como um todo. “No fim todos ganham, com o agricultor tendo mais produtividade e renda, a indústria melhorando as suas práticas e o consumidor tendo acesso a uma erva-mate de mais qualidade”, comenta.

O evento contou com a presença de outras lideranças locais e regionais, entre elas o prefeito de Ilópolis, Edmar Rovadoch; a secretária executiva do Sindicato da Indústria do Mate do Estado (Sindimate), Isabel Paludo e o assistente técnico estadual de Erva-Mate da Emater/RS-Ascar, Antônio Borba. Borba repassou os objetivos da política pública de Estado, reforçando o potencial de crescimento e fortalecimento do setor, a partir da execução das ações previstas pelo Programa.

Texto: Ascom Emater