RS RSS Eventos Muçum

Reunião envolveu representantes de barracas

Serão mais de 100 barracas entre acampados e comércio (Foto: Divulgação)

Os representantes de barracas da 31ª Semana Farroupilha de Muçum estiveram reunidos, na Câmara de Vereadores de Muçum, para ouvir da organização do evento a explanação do regulamento desta edição, assim como questões de segurança. Serão mais de 100 barracas entre acampados e comércio.

Estiveram em conversa com os presentes, o representante da empresa Control Fire, Gilmar Donida; o proprietário da empresa, Almeida Monitoramentos, Edinede Almeida; a secretária de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, Jacinta Casagrande; Mateus Giovanoni Trojan, representando a TBT produções, responsável pela organização; e o patrão do CTG Sentinela da Tradição, Anderson Zamboni, assim como o coordenador campeiro da entidade, Luiz Henrique Sandri.

A novidade para este ano será a avaliação das barracas por meio de pontos. Cada item descumprido acarretará em perda na pontuação. A perda total de dez pontos, culmina no cancelamento da inscrição do acampado. A secretária de ação social, cultura, turismo e deporto, Jacinta Casagrande, explica que a novidade pretende otimizar a seriedade da avaliação e torná-la mais prática. “A Semana Farroupilha não é um simples evento, temos um compromisso com a cultura e história, por isso temos que ser rígidos neste sentido”, explica.

A 31ª Semana Farroupilha de Muçum inicia no dia 14 e se estende até o dia 23 de setembro. A realização da Administração Municipal, tem apoio do CTG Sentinela da Tradição, Sicredi, Chopp Brahma Express e Erva-Mate Gaúcha da Serra; Assessoria da TBT Produções; Patrocínio da Paludo Moda e Estilo, Dumar Transportes, Girando Sol Produtos de Limpeza, Cotrilac Laticínios, Magazin Estofados e AdylNet Serviços de Internet. O evento é financiado pelo Sistema Pró-Cultura RS LIC – Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – Governo do Estado do Rio Grande do Sul

A programação se divide em oficinas como a de nó de lenço e a do chimarrão, participação de escolas, café de chaleira e shows de grande expressão no cenário tradicionalista, como Thomas Machado, Grupo Rodeio, João Luiz Corrêa, entre outros.

Texto: Ascom Muçum