Região Educação RSS Destaques

Rondonistas da Univates embarcam para o Rio Grande do Norte

Rondonistas embarcam hoje (Foto: Divulgação)
Rondonistas embarcam hoje (Foto: Divulgação)

O embarque para mais uma operação do Projeto Rondon de que a Univates participa tem data marcada. Os rondonistas saem de Lajeado às 15h desta quinta-feira (07) , rumo ao aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A chegada em Natal, capital do Rio Grande do Norte, está prevista para a madrugada do dia 8, quando a equipe chegará no município e ficará hospedada no 16º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro até domingo, dia 10.

As atividades em Montanhas iniciam-se no dia 11 de julho, quando, ao entardecer, ocorre a abertura oficial do projeto na cidade com apresentação das universidades participantes. Os rondonistas da Univates prepararam uma apresentação de danças gauchescas. Já a Faculdade São José (RJ), que realizará a operação com a Instituição, apresentará coreografias de samba.

Diésica Daiane da Silva faz parte da equipe de rondonistas da Univates e conta sobre a organização do grupo para a cerimônia de abertura do Projeto Rondon. “Vamos ter a oportunidade de apresentar as danças e músicas do nosso Estado. O grupo se empenhou para aprender algumas danças tradicionais, como Chote Carreirinho e Maçanico do Banhado, e também danças de salão. Havia colegas que sabiam as danças e outros que precisaram aprender, e assim todos se ajudaram”, explica. A estudante também ressalta o agradecimento aos integrantes do CTG Tropilha Farrapa, que não mediram esforços para ajudar os rondonistas, auxiliando-os nessa caminhada.

Além de apresentar a cultura gaúcha por meio da dança, Diésica conta que a ansiedade para conhecer a cultura do povo do Rio Grande do Norte e interagir com ele também é grande. “Queremos mostrar nosso orgulho de ser gaúcho, apresentando nossas danças, músicas, nosso chimarrão e nossos costumes. A integração entre as culturas é muito importante em um país tão diferente culturalmente, será um momento de muito aprendizado para todos nós”, afirma.

As oficinas começam a ser ministradas no dia 12, pela manhã, e seguem até o dia 21 de julho. Já no dia seguinte ocorre a tão esperada festa de emancipação do município, para a qual os rondonistas prepararam ações de conscientização sobre descarte correto de lixo, informações sobre tecnologias sociais e incentivo a feiras de artesanato e de alimentos, entre outras programações.

Michele Reckziegel também participará da operação e afirma que a equipe está preparada e unida para dar o seu melhor durante as atividades. “Estamos realmente ansiosos para essa experiência, foram meses de preparação e dedicação, e agora chegou a hora de colocar em prática”, salienta. A expectativa da acadêmica é plantar uma semente no coração dos moradores de Montanhas e, assim, melhorar a qualidade de vida deles. “Estou realmente muito feliz em fazer parte desta equipe”, comemora.

Além de ações nas comunidades e escolas, o grupo também realizará atividades no assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, o MST, localizado no município. O retorno a Natal será no dia 22 de julho, ficando os rondonistas no Batalhão Itapiru por mais dois dias. Nesse período ocorrerá o encerramento do projeto, juntando as 21 universidades participantes de todo o Brasil.

Os estudantes da Univates selecionados para a operação fazem parte de sete cursos: Bruna Lais Alves (Jornalismo), Diésica Daiane da Silva (Engenharia Ambiental), Fabiane Gerhard (Engenharia Ambiental), Felipe Gustavo Kuhn (Ciências Biológicas – bacharelado), Letícia Berté (Direito), Marcela Fischer (Letras – Português/Inglês), Mateus Vorpagel (Engenharia Elétrica) e Michele Reckziegel (Estética e Cosmética). Os professores Rafael Rodrigo Eckhardt e Tiago Weizenmann acompanham o grupo durante as atividades da operação.

Saiba mais sobre o Rondon
O Projeto Rondon tem o propósito de reunir esforços para contribuir com o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliar o bem-estar da população. As ações são realizadas em regiões prioritárias de atuação, que necessitem de maior aporte de bens e serviços. Por essa razão, a Diretriz Estratégica do Projeto prioriza as regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Em termos gerais, o Projeto Rondon objetiva contribuir para a formação do universitário como cidadão, integrá-lo ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do país, consolidar o sentido de responsabilidade social e estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

Texto: Projeto Rondon Univates