Cidade Cristo Protetor Encantado Destaques

Rosto e braços do Cristo Protetor são revelados

Nesta semana mais uma etapa da obra do Cristo Protetor foi concluída. A pintura dos braços, anunciada pela Associação Amigos de Cristo (AACristo) no último mês, foi completamente finalizada e, agora, o rosto do monumento de 43 metros de altura também ganhou cor. Outra novidade é que os andaimes que cobriam os braços e a cabeça da estátua também foram removidos.

A equipe de construção deve remover o restante da estrutura de andaimes que ainda cobre o monumento conforme o manto evolui.  Assim que finalizado, o mesmo será pintado e os últimos detalhes serão criados. A AACristo explica que a estátua terá uma única cor, da base à cabeça.

Na atual fase da obra, quem acessa o entorno do Cristo Protetor durante as visitas guiadas, consegue ver com nitidez os detalhes da túnica e das expressões do rosto, esculpido por Markus Moura. Além de permitir a contemplação da imagem do Cristo e da cidade de Encantado, avisita guiada permite ao visitante fotografar o local e, ainda, receber informações e detalhes da obra, como história, objetivos da construção, materiais usados na edificação, o local escolhido e tudo que envolve o projeto.  

Como a contribuição de cada visitante é totalmente revertida para a construção, a visita também é uma forma de contribuir com a edificação. Por questões de segurança, as visitas acontecem quando as obras estão paradas, nos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h, quando as condições climáticas são favoráveis. Os passeios são confirmados nas sextas-feiras, nas redes sociais do Cristo Protetor no Instagram (@cristodeencantado) e no Facebook (Cristo Protetor).

  Vistas: Importante saber

  • Uso obrigatório de máscara;
  • Grupos de visita com número reduzido;
  • Crianças até 12 anos não contribuem para fazer a visita;
  • Não é necessário realizar agendamento prévio;
  • Por segurança, visitantes sempre devem ter o acompanhamento de um guia;
  • Idosos e pessoas com necessidades especiais podem fazer o trajeto de carro;

Fotos: Eduardo Poletto