RSS Obras Santa Clara do Sul

Sampaio recebe um centro comunitário

Área que antigamente sediava uma escola municipal agora recebe um centro comunitário (Foto: Rafael Simonis)
Área que antigamente sediava uma escola municipal agora recebe um centro comunitário (Foto: Rafael Simonis)

Dezenas de moradores de Sampaio prestigiaram a inauguração do Centro Comunitário Armindo Bruch que ocorreu na terça-feira (20). O Dia do Gaúcho, que cultua os valores do povo rio-grandense, também foi marcado pela entrega do prédio que garante um espaço adequado para que a localidade possa realizar eventos, reuniões e encontros.

Marciano Bruch, representando a família de Armindo Bruch (em memória), agradeceu à administração municipal pela homenagem prestada a seu avô. Segundo ele, os familiares se sentem felizes em ver o nome do seu Armindo tanto na antiga escola municipal da comunidade, desativada em 2008, como agora no centro comunitário.

De acordo com o prefeito Inácio Herrmann, é importante levar infraestrutura também para o interior, como é o caso do prédio inaugurado em Sampaio. “Agradeço a todos que tiveram participação nessa obra, que oportuniza um local adequado para os moradores poderem se reunir”. A construção faz parte do projeto da administração municipal de deixar uma marca em cada localidade do município.O centro comunitário possui 198m² e recebeu um investimento municipal aproximado de R$ 240 mil. O prédio conta com duas salas para reuniões, dois banheiros, cozinha e uma área aberta.

Um pouco da história de Armindo Bruch
Empresário nos ramos de transporte, comércio e agricultura, Armindo era casado com Wilma Bruch, com a qual teve seis filhos (Hélio, Arcilo, Ilse, João, Glaci e Gládis) e 19 netos. Nasceu em 1920 e morreu em 1977, aos 57 anos. Sempre preocupado em auxiliar a comunidade em que vivia, foi um dos responsáveis por grandes conquistas, como a luz elétrica, a ponte sobre o Arroio Sampaio e a construção da igreja.

Além da influência para a realização dessas conquistas, em 1962, Armindo doou o terreno para que fosse construída uma escola municipal que atendesse as necessidades das crianças de Sampaio. O colégio manteve suas atividades por 46 anos. E agora esse espaço volta a proporcionar benefícios à comunidade, desta vez como um centro comunitário.

Texto: Portal Região dos Vales/Ascom Santa Clara do Sul