Saúde Mato Leitão

Saúde inicia atendimentos no mutirão da mamografia

Mais de 15 mulheres já foram atendidas no mutirão da Prefeitura para terminar com a fila de espera na mamografia. Secretaria da Saúde estima que 200 pessoas aguardam o exame de mama desde o ano passado. No mutirão, a Prefeitura está investindo R$ 12 mil no pagamento dos exames.

Os atendimentos, em duas instituições de Venâncio Aires, começaram no último dia 21 através de credenciamento do Consórcio Intermunicipal de Serviços dos Vale do Rio Pardo (Cisvale). Uma das beneficiadas é Rosenilda da Rocha, 41 anos, residente no Acesso 20 de Março.

Com sérios problemas de saúde (coluna e depressão), ela aguardava o chamado da Secretaria de Saúde desde maio do ano passado. “Até perguntava na UBS sobre o exame. Me diziam que quando tivesse vaga me chamariam. Fiquei muito feliz agora que deu certo. Eu não tenho condições de pagar o exame. Eu não posso trabalhar e meu marido está desempregado”, disse.

A dona de casa Silvia Gorete dos Santos Oliveira, 48 anos, também conseguiu sair da fila de espera (desde fevereiro de 2018). “Estava aguardando. É um exame de rotina solicitado pela médica. Fiquei feliz ao ser chamada. Saúde é tudo”, comentou. Moradora do Loteamento Costa, Silvia destaca que cuida de sua saúde com ações preventivas. “Aprendi muito quando atuei como Agente de Saúde em Rio Pardo. Os exames, como mamografia, são importantes e preventivos”, disse.

O serviço oferecido pela Saúde também foi destacado pela dona de casa. “Quem mora aqui não pode se queixar. Tenho um filho autista (Bruno) que seguidamente é atendido na UBS. Somos muito bem atendidos e com qualidade”, afirmou.

 

MUTIRÃO

O prazo estimado para a realização dos exames que estão na fila de espera é de quatro meses. O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza apenas 70 exames por ano, quantidade pactuada para Mato Leitão, porém insuficiente para atender a demanda.

 

NÚMEROS

A estimativa é de uma fila de espera com 201 pacientes (113 fora da faixa etária, que compreende a idade de até 49 anos e acima de 70), casos considerados de prevenção. Situações de urgência são contratados diretamente pela Prefeitura.

 

Assessoria de Imprensa de Mato Leitão