Saúde Destaques

SAÚDE-SE: Terapias alternativas: TFT e Bioalinhamento

O projeto Saúde-Se, desenvolvido pelo Núcleo Saúde do Vale, da Associação Comercial e Industrial de Encantado (ACI-E) aborda, nesta semana, a temática Terapias Alternativas. A nucleada convidada é Izolina Pereira Graeff, terapeuta especialista em TTF, a Terapia do Campo do Pensamento, e em Bioalinhamento.

A terapia alternativa ou complementar é uma prática reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o Ministério da Saúde denomina as terapias alternativas como Práticas Integrativas Complementares (Pics). “São tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para prevenir doenças, entre elas, a depressão e hipertensão. Em alguns casos, também podem ser usadas como tratamentos paliativos para doenças crônicas”, diz o texto publicado no site do governo. Por outro lado, o Ministério alerta que as Pics não substituem o tratamento tradicional e, sim, funcionam como um complemento no tratamento e são indicadas por profissionais específicos, conforme as necessidades de cada caso.

No país, há uma lista de 29 procedimentos que estão incorporados ao Sistema Único de Saúde (SUS) (veja abaixo).

No Saúde do Vale, Núcleo de Saúde e Segurança do Trabalho, da Associação Comercial e Industrial de Encantado (ACI-E), as terapias alternativas ganham espaço por meio do trabalho desenvolvido pela terapeuta Izolina Pereira Graeff. A nucleada é especialista em dois métodos: o TFT, do inglês Thought Field Therapy, na tradução Terapia do Campo do Pensamento, e o Bioalinhamento.

Conforme Izolina, o TFT é um procedimento também conhecido como “acupuntura sem agulha”, voltado para o tratamento de distúrbios psicológicos e físicos. “Trata-se dores físicas, medos, traumas, estresse, pânicos, depressão, vergonha, entre outros”, explica. “O TFT é um método de tratamento para distúrbios psicológicos o qual fornece um código que, quando aplicado a um problema psicológico com o qual a pessoa está sintonizada, vai eliminar as perturbações no campo do pensamento, que é a causa fundamental de todas as emoções negativas”.

A terapeuta explica que a reação do paciente é percebida durante a sessão por meio de uma nota de 1 a 10 que a pessoa atribui conforme o seu sofrimento ou desconforto. “Assim como a sessão avança vai se eliminando o sofrimento, até zerar o problema”, diz Izolina. Já o Bioalinhamento é um método terapêutico que se baseia na relação entre os conflitos biológicos inscritos durante a vida e as doenças geradas por eles. O objetivo, de acordo com
Izolina, é promover a autocura do paciente, além de estimular a evolução da pessoa sobre suas experiências inicialmente traumáticas.

As bases que inspiram o Bioalinhamento incluem noções de Antroposofia, Etologia Animal, Nova Medicina Germânica, Psicologia Transpessoal e Física Quântica. “Os resultados observados não se resumem apenas na resolução de uma enfermidade fisiológica, mas também em um processo de evolução interna do paciente”, comenta a terapeuta. A sessão é indicada para pessoas em qualquer idade, desde bebês recém-nascidos até idosos. Após receber a técnica, o paciente deve aguardar, no mínimo, 30 dias para que o corpo possa trabalhar e trazer bons resultados. O método foi criado pelos médicos, irmãos-gêmeos, Adalton Leonel de Souza e Adaylton Leonel de Souza. Os dois são conhecidos como os gêmeos do Bioalinhamento.

Qualidade de vida

Para Izolina, cuidar da saúde física e mental é fundamental para que a pessoa tenha qualidade
de vida. “Devemos cuidar da nossa saúde, tanto física como mental, pois, conforme a nossa
percepção, colhemos tudo aquilo que plantamos com nossos pensamentos e atos. Então
vamos colocar o foco em tudo o que vivemos, sentimos, falam os e pensamos só coisas boas,
sempre olhando o lado positivo, porque tudo tem dois lados”, comenta.
Segundo ela, estar próximo de pessoas positivas, interagir com elas, são estímulos necessários
durante a vida. “Viva o presente, pois o passado já se foi e é no presente que estamos, pois o
futuro será sempre o amanhã. Perdoe-se e perdoe os que lhe fizeram algum desaforo, pois
somos aquilo que pensamos. Somos humanos, por isso acertamos e erramos. Isso faz parte da
vida. Vamos procurar ser aquela pessoa a qual todos gostam de conviver no dia a dia, pois só
nos dá incentivo para sermos melhor. A vida é maravilhosa, vamos viver com gratidão e amor”,
conclui Izolina.

As Pics no SUS

As 29 terapias alternativas inseridas no SUS são as seguintes: Acupuntura, Homeopatia,
Fitoterapia, Antroposofia, Termalismo, Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular,
Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki,
Shantala, Terapia Comunitária Integrativa, Yoga, Apiterapia, Aromaterapia, Bioenergética,
Constelação familiar, Cromoterapia, Geoterapia, Hipnoterapia, Imposição de mãos,
Ozonioterapia e Terapia de Florais.