Emprego Negócios Investimento RS Estrela

Scapini investe R$ 25 milhões e deve gerar até 230 empregos em Estrela

Centro de Operações Interligadas vai se localizar nas margens da BR-386

Com investimento de R$ 25 milhões, a Scapini Transportes Nacionais e Internacionais deve iniciar as operações da nova unidade de Estrela até o final do ano. O Centro de Operações Interligadas, localizado na BR-386, vai concentrar, entre outros, setores como logística, monitoramento, manutenção, armazenagem e picking (separação dos pedidos dos clientes). Conforme o diretor Lucas Scapini, num primeiro momento serão gerados de 100 a 150 empregos diretos, número que pode chegar a 230. A expectativa, segundo ele, é um faturamento de R$ 1,3 milhão mensais somente em armazenagem.

Nesta quarta-feira (18.09) à tarde o secretário do Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Paulo Finck, e o diretor da Seplade Guilherme Engster visitaram a unidade, onde foram recebidos pelos diretores Ernani Scapini, Renato Scapini e Lucas Scapini. Os representantes do Executivo foram informados sobre o projeto da nova unidade.

Lucas Scapini, Guilherme Engster, Ernani e Renato Scapini e o secretário Paulo Finck, em visita à unidade de Estrela.

O pavilhão principal possui 6 mil metros quadrados e está sendo adequado para que a empresa possa iniciar as operações. Na área externa e no acesso também estão previstas melhorias.
Atualmente a Scapini possui 18 unidades de operações. Além do Rio Grande do Sul, possui filiais nos estados da Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Bahia e Pernambuco, além de duas internacionais, em Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai.

Para o secretário Paulo Finck, é atraindo investimentos deste potencial que Estrela vem se destacando como “pulmão industrial” e desenvolvimento no Vale do Taquari. Ele lembra que já tramita na Câmara de Vereadores projeto de lei pelo qual o Governo Municipal solicita autorização para doar uma área de terras à empresa Vital Indústria de Produtos para Nutrição Animal, do Grupo Faros,que atua na fabricação de alimentos para animais e pretende instalar uma fábrica no município para processamento de resíduos de abate. “E mais uma organização de grande potencial em retorno ao município”, assinala o titular da Seplade.

Texto e fotos: Paulo Ricardo Schneider