Social Saúde Meio Ambiente Lajeado

Secretaria do Meio Ambiente de Lajeado fará mutirão para castrar cães soltos nos condomínios

Com o objetivo de controlar a população de cães e gatos no município com vistas ao controle de zoonozes e vetores, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) de Lajeado visitará, na segunda-feira (04/11), os moradores dos Residenciais Novo Tempo I e II, no Santo Antônio, para estimular a população a aderir ao benefício de castração gratuita de cães e gatos, direcionado às famílias de baixa renda de Lajeado. A secretaria estima que vivem soltos dentro dos dois condomínios cerca de 50 cães, mais os que vivem nos 448 apartamentos.

Segundo o titular da Sema, Luis Benoitt, a medida visa estimular a castração dos animais, tendo em vista que a Bairro Santo Antônio é apontado como o bairro onde há a maior população de cães e gatos vivendo pelas ruas e se procriando de forma vertiginosa. Ele lembra que o mutirão de segunda-feira antecipa as castrações solicitadas por agendamento, que devem iniciar na terça-feira, dia 05/11, também no Santo Antônio. “Não tivemos a adesão esperada, sendo que as solicitações de castrações foram poucas e devem ser concluídas na terça, quarta e quinta-feira da próxima semana”, revela o secretário.As famílias de baixa renda de Lajeado podem solicitar a castração gratuita de seus cães e gatos contatando o Centro de Controle de Zoonozes e Vetores (CCZV), setor vinculado à Sema, pelo fone 3982 1222, para fazer um cadastro. O setor retornará a ligação para informar a data agendada para a castração. Porém, devido à baixa adesão da população, Benoitt não descarta que o CCZV passe a ligar para os telefones das famílias de baixa renda da cidade incluídas no Cadastro Único.

Conforme o coordenador do CCZV, Juliano Pelegrini, para configurar que a família seja de baixa renda, ela terá que informar o NIS, que é o Número da Inscrição Social da família em programa de assistência do governo. Conforme a Lei 10.894, de 30 de setembro de 2019, será garantida a castração gratuita de cães e gatos abrigados pela população de baixa renda, bem como dos animais apreendidos e resgatados em vias públicas e encaminhados ao canil municipal, assim como os recolhidos e encaminhados por Organizações Não Governamentais (ONGs).

Cronograma e solicitações

O primeiro bairro a ser atendido será o Santo Antônio. As castrações ocorrerão nas terças, quartas e quintas-feiras, no limite de 10 por dia, ou seja, até o máximo de 30 por semana, em clínica veterinária terceirizada.

 

Texto: Rafael Scheeren Grün
Assessoria de Imprensa de Lajeado