Saúde Forquetinha

Secretaria presta mais de 7,5 mil consultas

Município aplica 22 % do orçamento em saúde. Contratação de profissionais e novos projetos qualifica atendimento

Novo médico contratado Issacar Davi Gabe atende até 60 horas por semana no Posto de Saúde

A área da saúde tornou-se referência em cuidado com as pessoas. No último ano, o Executivo aplicou 22% do orçamento na pasta. Vários foram os projetos novos colocados em prática, sempre com foco na prevenção, além da contratação de novos profissionais.

Conforme a secretária da Saúde, Habitação e Assistência Social, Heidi Grunewald, em 2018 foram registradas mais de 7,5 mil consultas com médico clínico geral, ginecologista e pediatra. “Nossa meta é qualificar cada vez mais os trabalhos, com profissionais capacitados e projetos inovadores”, destaca.

Uma das mais recentes contratações é a do médico clínico geral Issacar Davi Gabe. Com uma carga horária de até 60 horas por semana, atende de segunda a sexta-feira, além de fazer visitas domiciliares. “É um excelente profissional e sua experiência será importante para ampliar o trabalho no município”, destaca.

Foco na prevenção

Segundo Heidi, vários projetos estão em andamento com o objetivo de prevenir doenças e melhorar a qualidade de vida da população. Como exemplo, cita o serviço prestado pelas agentes comunitárias de saúde, as quais realizaram mais de 9 mil visitas em 2018.

Também foram organizados encontros em todas as comunidades do interior com profissionais da saúde. “Iniciamos o atendimento gratuito na academia e hidroginástica, sempre com orientação médica”, ressalta.

Em infraestrutura, destaca a construção de uma rampa de acesso ao Posto de Saúde, cujo valor aplicado chegou a R$ 69 mil e a inauguração do laboratório Herrmann para realização de exames. “Nossa equipe tem a missão de cuidar bem das pessoas”, finaliza.

“Somos bem atendidos”

Vilma Reisdoerfer, 87, da comunidade do Atlético elogia o trabalho realizado pela equipe de saúde. “Sempre somos bem atendidos. Exames, consultas e a maioria dos remédios, tudo é gratuito. Não podemos nos queixar comparado com outras cidades”, afirma.

O filho Claudir, 59, concorda. Elogia os profissionais e os projetos em andamento. “O novo médico até fala alemão. Fica mais fácil explicar os sintomas na hora da consulta. A saúde aqui é nota dez”, opina.

Atendimentos em 2018

Individuais periódicos aos PCD’s – 1.184 (856 psiquiátricos e 328 psicológicos);

Visitas domiciliares – 80 famílias beneficiadas (média de 240 pessoas);

Atividades em grupo – 94 encontros

Atendimentos familiares e orientações – 59;

Médico clínico geral – mais de 7 mil consultas;

Pediatra – mais de 290;

Ginecologista – mais de 260;

Pré-câncer – 233

Testes rápidos – mais de 140

Mamografias pelo SUS – 79

Vacinas – mais de 600 (mais de 500 contra gripe)

Visitas agentes de saúde – mais de 9 mil;

Visitas de profissionais (médico e enfermeiras) – mais de 450;

Academia – mais de 140 pessoas atendidas

Atendimento odontológico – mais de 2.050 consultas;

Próteses dentárias – mais de 220 pessoas beneficiadas;

Vigilância Sanitária – mais de 2,8 mil visitas.

Fonte – Secretaria da Saúde, Habitação e Assistência Social

 

Foto Giovane Weber/FW Comunicação
Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Forquetinha