RS Destaques Turismo

Sedetur realiza a 1ª Jornada de Regionalização do Turismo para apresentar exemplos bem-sucedidos no Estado

Iniciando com a temática “Benchmarking: Modelos de Regionalização – Instâncias de Governanças Regionais (IGRs) Gaúchas”, a reunião ocorrerá por videoconferência no dia 3 de setembro às 9h30, através do aplicativo Webex.

Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), o Programa de Regionalização do Turismo (PRT) do Rio Grande do Sul prevê quatro encontros para este novo projeto, realizados entre os meses de setembro a dezembro deste ano. Com a participação do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rodrigo Lorenzoni, a primeira reunião, no dia 3 de setembro, apresentará modelos já consagrados de regionalização que serão representados pelas regiões da Costa Doce, Terras Encantadas, Uva e Vinho e Vale do Taquari.

“O grande objetivo das jornadas é permitir a troca de informações entre as diferentes regiões turísticas do Rio Grande do Sul. Dessa forma, é possível multiplicar uma ação exitosa, que até então ficaria restrita ao local que a desenvolveu, em dezenas de cidades. É uma maneira criativa de disseminar o conhecimento e fortalecer os destinos gaúchos”, avalia Rodrigo Lorenzoni.

O segundo encontro, marcado para o dia 8 de outubro, tem como temática as experiências bem-sucedidas de protocolos de segurança no segmento do turismo gaúcho. Já no dia 12 de novembro, serão debatidos os projetos para a retomada do turismo aqui no estado em 2021. E o quarto e último encontro será no dia 10 de dezembro e terá como pauta as regiões turísticas gaúchas e a preparação dos municípios para a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro para o ano que vem.

De acordo com a Coordenadora e Interlocutora Regional do Programa, Débora Toffoli Snel, a ideia da 1ª Jornada de Regionalização do Turismo é trazer conhecimento de como funcionam e se mantêm algumas das Instâncias de Governanças Regionais já consolidadas, servindo de inspiração para todas as regiões turísticas do estado. Já as reuniões para a apresentação de outras regiões acontecerão ainda este ano e no decorrer de 2021. Referente aos assuntos das próximas Jornadas de Regionalização, ela salienta que foram sugestões das próprias Regiões Turísticas criar discussões sobre esses temas, as quais a SEDETUR pretende atender.

As jornadas

03/9 – Benchmarking: Modelos de Regionalização – IGRs gaúchas
08/10 – Protocolos de segurança no Rio Grande do Sul: experiências bem-sucedidas no segmento do Turismo
12/11 – Projetos para a retomada do Turismo no Rio Grande do Sul em 2021
10/12 – As regiões turísticas do Rio Grande do Sul e a preparação dos municípios para a atualização do Mapa Brasileiro do Turismo.

Programa de Regionalização do Turismo (PRT)

Lançado em 2004, o Programa de Regionalização do Turismo trabalha a convergência e a interação de todas as ações desempenhadas pelo Ministério do Turismo com estados e municípios brasileiros. Seu objetivo principal é o de apoiar a estruturação dos destinos, a administração e a promoção do turismo no país.

A ideia da iniciativa é ter uma gestão descentralizada em que se unam os esforços do poder público, do privado e da sociedade civil. Isso ocorre através da Rede Nacional de Regionalização, fonte de compartilhamento de experiências, intercâmbio, informação e inovação. Ela é composta por interlocutores em cada Unidade da Federação e ligados à atividade turística. São eles que recebem as orientações do Ministério do Turismo para o planejamento, implementação, acompanhamento e avaliação das ações do PRT em âmbitos estadual, regional e municipal, denominadas Instâncias de Governanças Regionais.

 

Assessoria de Imprensa