RS RSS Rural - Agricultura Doutor Ricardo

Segundo módulo de Capacitação em Apicultura é realizado em Doutor Ricardo

Produtores de Nova Bréscia, Roca Sales, Encantado, Relvado e Doutor Ricardo participam da qualificação (Foto: Divulgação)

Como forma de qualificar as ações em apicultura, um grupo de produtores de Nova Bréscia, Roca Sales, Encantado, Relvado e Doutor Ricardo participa, desde o mês de agosto de uma série de capacitações sobre o tema. Na última quinta-feira (27), no auditório da Prefeitura de Doutor Ricardo foi realizado o segundo módulo do Curso de Apicultura. Na ocasião, por meio de atividades teóricas e práticas, o assistente técnico regional em Apicultura e Meliponicultura da Emater/RS-Ascar Paulo Conrad abordou temas, como, manipulação de colmeias, identificação de rainhas e zangões e utilização de equipamentos.

Esta etapa dá continuidade ao primeiro módulo da atividade, ocasião em que os participantes conheceram mais sobre biologia das abelhas, identificação das espécies, manejo de colmeias no inverno, colocação de arames e ilhões e implantação de cera. “Esta ação parte de uma demanda dos próprios agricultores locais, que acreditam na apicultura como uma alternativa a mais para a produção e renda”, explica o extensionista da Emater/RS-Ascar, Paulo Severgnini. “Uma das dificuldades”, lembra Severgnini, “está relacionada a colocação do produto no mercado e a capacitação busca trabalhar também estes aspectos”, destaca.

Não por acaso, uma das intenções da Emater/RS-Ascar, com o apoio da Prefeitura de Doutor Ricardo, será a de implantar um entreposto para a comercialização do mel, já que o município está autorizado a vender produtos de origem animal para fora dos limites geográficos locais por estar incluso no Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf/RS). “Só que, para que esse espaço de comercialização de consolide, de fato, será necessário em um primeiro momento constituir uma Associação regional, que facilitará esse processo”, comenta Severginini.

Somente com a constituição de um ente jurídico – algo que deve ser definido nos próximos meses – será possível acessar recursos para o fortalecimento da entidade. Por meio do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper), por exemplo, deverão ser repassados R$ 52 mil, com bônus adimplência de 80% para pagamentos em dia, para a compra de equipamentos como centrífuga, mesa desoperculadora, decantadores e balanças, entre outros. “Os recursos são oriundos de processos de Participação Popular e Cidadã (PPC) na região”, observa o extensionista.

O agricultor André Alba, da localidade de Linha Zanella, em Doutor Ricardo, celebra os avanços. No último ano implantou três caixas de abelhas com o objetivo de polinizar o pomar de nogueiras que está implantado há três anos, na propriedade que divide com os pais e com a irmã – local em que a família também planta soja, milho, eucalipto e ainda mantém rebanhos bovinos para leite e corte. “Em apenas um ano colhi mais de setenta quilos de mel, que ainda não tenho pra quem vender”, comenta o jovem de 22 anos. “O entreposto, somado a qualificação que estamos tendo, deve auxiliar nesse sentido”, anima-se.

Texto: Ascom Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado