Artigos - Geral

“Seis atitudes para acelerar a recolocação profissional” este é o artigo da coach Márcia Sehn

Márcia Sehn (Foto: Divulgação)
Márcia Sehn (Foto: Divulgação)

A instabilidade econômica e o aumento do desemprego tendem desanimar e assustar quem está em busca da recolocação profissional ou mesmo a primeira oportunidade. No entanto, existem algumas ações que podem ser feitas para aumentar as chances de voltar ao mercado de trabalho. É hora de arregaçar as mangas e definir seus objetivos de carreira na busca de uma nova oportunidade de trabalho.

1 – Busque autoconhecimento: Reflita sobre você, quanto maior o conhecimento de si mesmo, mais fácil enxergar e saber, por exemplo, aproveitar suas forças e minimizar as fraquezas. Quanto mais nos conhecemos, mais fácil perceber nossos valores, nossas crenças e, assim, entender quais delas nos limitam e quais nos fortalecem, melhorando e fundamentando as nossas escolhas.

2 – Faça uma lista de sonhos: Pense em tudo aquilo que você quer fazer, inclusive coisas inovadoras e novas oportunidades. Coloque os seus projetos em uma lista de prioridades e pense por onde você poderia começar. Defina as prioridades e avalie por onde será melhor começar. Buscar qualificação para desenvolver determinada habilidade também deve entrar nesta relação.

3 – Inicie o projeto de recolocação: Faça uma lista de empresas ou posições que gostaria de trabalhar, áreas em que quis atuar e nunca encontrou oportunidade e empresas que admira. Liste também as empresas que possuem relação com as suas últimas experiências profissionais. A recolocação em organizações do mesmo segmento tende a ser mais rápida, já que a experiência anterior vale muito.

4 – Prepare o currículo: O currículo é uma peça fundamental. O objetivo profissional precisa ser direto e de acordo com as aspirações para a carreira. Cursos devem ser citados somente se tiverem relação com a área pretendida. Ao mencionar a experiência profissional, seja sucinto em informações, como nome da empresa, data período de atuação, cargo ocupado, e a descrição das atividades desenvolvidas.

5 – Faça networking: Contatos de empresas anteriores, redes sociais e colegas de faculdade podem ajudar na divulgação do seu currículo e oferecer referências de como foi trabalhar com você. Eles também podem saber de oportunidades que você não sabe. Por isso, informe o seu projeto de recolocação a eles. Outro lugar para realizar um ótimo networking é em eventos que abordem os temas que você tem estudado em cursos e capacitações, pois é a oportunidade de fazer contatos ao vivo, trocar cartões e contextualizar sobre os temas citados no evento.

6 – Prepare-se para a entrevista: Ao ser chamado para uma entrevista, caso tenha o nome da empresa, entre no site e busque informações como história, principais produtos, segmentos de atuação, visão, missão e valores. É comum que o recrutador peça ao candidato para falar sobre si mesmo. Seja breve, claro, objetivo e só diga as informações que sejam relevantes ao emprego que busca.

Lembre-se que é necessário ter foco, dedicação e persistência. O seu trabalho, no momento da recolocação, é buscar pelo emprego.

Até breve, e ótimas conquistas em 2017!

Marcia Sehn – Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e Pós-Graduada em Liderança Estratégica de Negócios e Pessoas