RS RSS Geral

Seja Digital prepara 18 novas cidades da região de Porto Alegre para o desligamento do sinal analógico de TV

Kit permitirá que mais de 480 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos (Foto: Reprodução/Google)
Kit permitirá que mais de 480 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos (Foto: Reprodução/Google)

A partir do dia 31 de janeiro de 2018, a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital. A Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital da televisão aberta no Brasil e também pela distribuição de kits gratuitos às famílias de baixa renda. A entidade informa que os municípios de Bom Princípio, Capitão, Cotiporã, Cruzeiro do Sul, Ipê, Lindolfo Collor, Maratá, Mato Leitão, Minas do Leão, Nova Hartz, Nova Pádua, Pouso Novo, Salvador do Sul, Santa Clara do Sul, São Pedro da Serra, São Valentim do Sul, São Vendelino e Sentinela do Sultambém terão o sinal analógico dos canais abertos de TV desligados. Para saber se tem direito ao kit gratuito, a população destas cidades deve ligar gratuitamente para o número 147 ou acessar o site www.sejadigital.com.br/kit com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos.

O kit, composto por antena digital e conversor com controle remoto, permitirá que mais de 480 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos após o desligamento do sinal analógico na região.

Se o nome estiver na lista, basta realizar o agendamento para retirada do kit gratuito, que também deve ser feito no site ou central telefônica. Cada família pode escolher o ponto de retirada mais próximo à sua residência, além da melhor data e horário para buscar os equipamentos. Nos pontos de retirada disponibilizados pela entidade, os beneficiários também recebem orientação técnica sobre a instalação da antena digital e do conversor.

“As famílias de baixa renda devem entrar em contato com a Seja Digital o quanto antes para verificar se têm direito ao kit gratuito e já realizar o agendamento. Com os equipamentos instalados, elas poderão assistir à programação da TV aberta com qualidade de imagem e som de cinema, antes mesmo do desligamento do sinal analógico”, comentou Márcia Cavalcante, gerente regional da Seja Digital.

As outras 89 cidades da região que terão o sinal analógico desligado em 31 de janeiro de 2018 são Alto Feliz, Alvorada, Araricá, Arroio do Meio, Arroio dos Ratos, Balneário Pinhal, Barão, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Bom Retiro do Sul, Brochier, Butiá, Cachoeirinha, Campestre da Serra, Campo Bom, Canela, Canoas, Capela de Santana, Capivari do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Charqueadas, Cidreira, Colinas, Dois Irmãos, Eldorado do Sul, Estância Velha, Esteio, Estrela, Farroupilha, Fazenda Vilanova, Feliz, Flores da Cunha, Garibaldi, General Câmara, Glorinha, Gramado, Gravataí, Guaíba, Harmonia, Igrejinha, Imbé, Imigrante, Ivoti, Lajeado, Linha Nova, Monte Belo do Sul, Montenegro, Morro Reuter, Nova Petrópolis, Nova Roma do Sul, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Osório, Palmares do Sul, Pareci Novo, Parobé, Paverama, Picada Café, Portão, Presidente Lucena, Porto Alegre, Rolante, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, São Jerônimo, São José do Hortêncio, São José do Sul, São Leopoldo, São Marcos, São Sebastião do Caí, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Tabaí, Tapes, Taquara, Taquari, Teutônia, Tramandaí, Três Coroas, Triunfo, Tupandi, Vale Real, Veranópolis, Viamão, Westfalia e Xangri-lá.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Texto: Ascom Seja Digital