Meio Ambiente RS Destaques

Sema abre Semana do Meio Ambiente no dia da Mata Atlântica

No Rio Grande do Sul, atualmente, restam 12,9% de remanescentes naturais da Mata Atlântica (Foto: Divulgação)
No Rio Grande do Sul, atualmente, restam 12,9% de remanescentes naturais da Mata Atlântica (Foto: Divulgação)

Considerado Patrimônio Nacional pela Constituição Federal, o país comemorou na sexta-feira (27), o Dia Nacional da Mata Atlântica. Presente em 17 estados brasileiros, o Bioma Mata Atlântica, que cobria 15% do território nacional está preservado hoje em apenas 7,26% da cobertura original.

Com ampla biodiversidade de florestas tropicais, a Mata Atlântica é considerada um dos últimos refúgios da fauna e flora, incluindo espécies raras e ameaçadas de extinção. Tem importância vital para os milhões de brasileiros por seus serviços ambientais relacionados à produção e conservação dos recursos hídricos e ao equilíbrio climático.
No Rio Grande do Sul, atualmente, restam 12,9% de remanescentes naturais da Mata Atlântica, em relação a cobertura vegetal original que ocupava 51% do território.

No Litoral Norte, encontra-se o principal conjunto de remanescentes da floresta atlântica, mais especificamente de floresta densa e, do lado atlântico, juncais, campo seco, figueiras, jerivás, cedros, timbaúvas; no lado continental, remanescentes de matas de restinga. Na região, está localizada a Reserva Biológica Estadual da Serra Geral – na parte alta -, Parque Estadual de Itapeva – na planície – e Reserva Ecológica da Ilha dos Lobos – no oceano, junto à cidade de Torres.

Semana do Meio Ambiente
Em homenagem a este bioma tão importante, a secretária do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) iniciou, na sexta-feira (27) a programação da Semana Estadual do Meio Ambiente.

Estão previstas palestras sobre a política de conservação e desenvolvimento sustentável da Mata Atlântica e reserva da biosfera; apresentação de cases de sucesso na educação ambiental nos biomas Pampa e Mata Atlântica; palestra com a apresentação de metodologia de avaliação de projetos de educação ambiental; mesa redonda sobre resíduos e a logística reversa e sobre a biodiversidade e o Zoológico. Ocorre também a doação de Livros do Projeto RS Biodiversidade à escolas públicas estaduais e o lançamento do Guia Prático de Licenciamento Ambiental.

Para terça-feira (31), está previsto evento de capacitação para a implantação do decreto 52.701/2015, que autoriza os municípios gaúchos a fazer a limpeza e o desassoreamento dos rios a fim de reduzir o impacto das cheias.

Para orientar os procedimentos legais e técnicos adequados para a execução das atividades de desassoreamento, a capacitação, destinada a gestores, técnicos e fiscais ambientais, representantes do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica e integrantes do Comando Ambiental da Brigada Militar, contempla desta vez os municípios da grande Porto Alegre e Vale do Sinos.

Texto: Ascom Estado