Cultura Destaques Muçum

Semana Farroupilha 2019 é cancelada

Em reunião realizada no início da tarde de hoje (12), no gabinete do Poder Executivo de Muçum, com a presença dos nove vereadores do município, a Administração Municipal comunicou o cancelamento da realização da Semana Farroupilha deste ano. Os motivos da decisão é a queda da arrecadação – fruto da crise financeira que acomete todo país -, o excesso de encargos do município em setores como Saúde e Educação, juntamente com a obrigação de pagamento dos precatórios – decisões judiciais que determinam o pagamento de valores a servidores. De acordo com o governo municipal, estes processos são, em sua maioria, herança de gestões passadas.

Há ainda a necessidade de investimentos no projeto Trem dos Vales, quando se estima a presença de cinco mil pessoas no município, em função dos passeios turísticos pela Ferrovia do Trigo, em trecho entre Muçum e Guaporé, nos dias 31 de agosto, 01, 07 e 08 de setembro. Para tal, é planejado a reforma parcial da Estação Ferroviária, onde está previsto a pintura da estrutura, instalação de banheiros, colocação de vidros, portas e janelas, entre outros reparos, que demandam aporte financeiro da Prefeitura. O Trem dos Vales é visto como um momento histórico e a alavanca para o turismo de toda região. Ele fomentará os serviços de hotelaria e gastronomia, entre diversos relacionados ao setor. Após a realização dos primeiros passeios, é possível que estes passem a ocorrer permanentemente.

Investimentos em saúde e educação ultrapassam os 50% da arrecadação

Para o prefeito Lourival de Seixas, municípios de pequeno porte, com arrecadações limitadas, devem trabalhar pensando em prioridades. Ele lembra que Muçum mantém cinco escolas com cerca de 450 alunos. As instituições de ensino infantil servem quatro refeições diárias, já as de ensino fundamental, três refeições. Além disso, o município gasta mais de 20% em Saúde, quando o mínimo constitucional está em 15%. Segundo o gestor, cerca de 50% do arrecadado é direcionado à saúde e educação. “No caso de nossas crianças, por exemplo, é difícil cortarmos investimentos, ao mesmo tempo que devemos dar condições plenas de aprendizado. A saúde é um caso similar. Como vamos cortar recursos para a saúde? Sabemos da importância histórica e cultural da Semana Farroupilha para Muçum. Porém, os serviços essenciais não podem ser lesados”, frisa.

Edição de 2020 é garantida

Com mais de 30 anos de história, a Semana Farroupilha de Muçum é um dos maiores eventos tradicionalistas do Estado, sendo reconhecida como potencializadora do turismo regional. Milhares de pessoas transitam pelo palco dos espetáculos tradicionalistas e acampamento crioulo. Inclusive, neste ano, fora aprovado projeto de lei que inclui a realização no Calendário Oficial de Eventos do Rio Grande do Sul. Apesar do cancelamento da edição do corrente ano, a Administração Municipal organiza-se e garante a realização em 2020.

 

 

Assessoria de Imprensa de Muçum