Venâncio Aires Mulher Social RS Os Vales em Notícia Eventos Destaques

Seminário da Mulher discutirá causas e consequências da violência doméstica

A tarde do dia 6 de março está reservada para discussão e reflexão a cerca da violência doméstica em nosso município. Das 14h às 17h30, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Venâncio Aires (Condim) e a Prefeitura realizam o Seminário em Defesa da Mulher.

Aberto ao público, o evento, sob o tema ‘Causas e consequências da violência doméstica’, terá como painelistas a Capitã da Brigada Militar de Venâncio, Michele da Silva Vargas; a Juíza de Direito, Sandra Regina Moreira; e o Delegado Titular da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, Vinícius Lourenço de Assunção.

Depois será a vez da mestre em psicologia social, Cristina Schwarz, de Porto Alegre, abordar a parte emocional das vítimas.

O Seminário, no Plenário Vicente Schuck, da Câmara de Vereadores, também marca um ano da reativação do Condim. De acordo com a presidente do Conselho, também Secretária de Planejamento do Município, Jalila Böhm Heinemann, “é comum sempre surgirem as dúvidas, os questionamentos, o porquê, quando acontecem os crimes que ocorreram e ainda ocorrem em Venâncio e acreditamos que a partir de apoio destes profissionais possamos prevenir e desmistificar essa problemática”, adianta Jalila.

Os painelistas

A juíza Sandra Regina Moreira, titular da 3ª Vara Judicial da Comarca de Venâncio Aires desde 22 de janeiro, está responsável pelos processos da Lei Maria da Penha, do Juizado Especial Criminal (JEC) e de parte dos processos cíveis e criminais no Fórum local. Natural de Candelária, a juíza é formada em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul. Antes de ingressar na Escola Superior de Magistratura, em 2001, trabalhou durante oito anos como servidora do Poder Judiciário, em Porto Alegre. Em 2003 passou no concurso para Juiz de Direito e quatro anos depois assumiu sua primeira Comarca, no município de Terra de Areia, no Litoral Norte. Depois passou pelas comarcas de Ronda Alta e Faxinal do Soturno, até chegar a Santo Antônio da Patrulha, onde ficou por quase seis anos.

O Delegado Vinícius Lourenço Assunção chegou em Venâncio em junho de 2014. O delegado estava lotado na Delegacia Regional de Polícia de Palmeira das Missões e atuava na DP de Iraí. Antes de ingressar na Polícia Civil em 2010, Assunção atuou por 13 anos como advogado, em Porto Alegre, de onde é natural. Além do curso de direito, o delegado também é formado em Economia, desde 2002.

Natural de Bagé, a Capitã da 3ª Cia da Brigada Militar do 23° Batalhão de Polícia Militar (23°BPM), é formada em Direito pela Unisc, graduação completada em 2010. Michele ingressou na Brigada Militar em 2003 ao ser aprovada em concurso e ficou lotada em Santa Cruz do Sul. Em dezembro de 2015 conquistou a graduação de capitão da 3° Companhia do 23º BPM e assumiu o comando da 5ª CIA na região Centro-Serra. Em novembro de 2016, ela foi convocada para ministrar a formação dos alunos soldados em Montenegro. E foi em 2017 que assumiu a Companhia local da Brigada. Atualmente cursa pós-graduação em Violência Doméstica.

A psicóloga Cristina Schwarz possui Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Especialista em Atendimento Clínico – Ênfase Psicanálise na Clínica de Atendimento Psicológico da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Psicologia Social e Institucional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É servidora da Defensoria Pública do Estado do RS e atua no Centro de Referência em Direitos Humanos desde janeiro de 2014. Tem experiência na área de Psicanálise, Saúde Coletiva, Direitos Humanos, Gênero, Violência Doméstica, violência de Estado.

 

Créditos: Vanessa Behling