Social Vale do Taquari Educação

Sicredi Integração RS/MG leva estudantes de Lajeado para o Fórum Estadual das Cooperativas Escolares

Em continuidade ao projeto em andamento em Lajeado, a Sicredi Integração RS/MG levou cerca de 40 alunos do 6º ao 9º ano das Escolas Municipais de Ensino Fundamental Vida Nova, Guido Lermen, Nova Viena e São João para o 7º Fórum Estadual das Cooperativas Escolares realizado na última quarta-feira (23) na cidade de Feliz com o tema “Cooperativismo Consciente”. Às vésperas de fundarem suas próprias instituições cooperativas, os jovens lajeadenses se juntaram a cerca de 1,2 mil estudantes de todo o Estado para um momento de integração, descontração e aprofundamento do aprendizado sobre cooperativismo. Na programação, a manhã contou com TEDs e Talk Show com membros de cooperativas escolares em funcionamento, os quais compartilharam depoimentos e esclareceram dúvidas sobre objetos de aprendizado, conquista de novos associados e mudanças observadas no comportamento e relacionamento com a família, escola e comunidade. Já a tarde foi dedicada ao Circuito Cooperativo, que desafiou os participantes a descobrirem juntos jeitos diferentes de resolver problemas e de tratar as pessoas.

Coordenador do projeto no Rio Grande do Sul e referência internacional em cooperativas escolares, o professor Everaldo Marini explicou que o propósito do Fórum é promover a intercooperação, o intercâmbio cultural e as trocas de saberes, além de mostrar aos jovens estudantes que há um outro mundo além do espaço onde eles vivem. “A partir disso nós conseguimos fomentar o desenvolvimento de lideranças, a questão da criação e da inovação, e os valores que permeiam esse tipo de trabalho”, afirmou. Sobre o tema escolhido para esta edição, Marini comentou que a ideia foi discutir a sustentabilidade no sentido mais amplo, não somente aquele ambiental e ecológico, mostrando que o relacionamento humano também está envolvido nesse conceito. Para o vice-presidente da Sicredi Central Sul, Márcio Port, é necessário um pensamento mais colaborativo para a transformação do mundo e instruir a nova geração com uma postura cooperativa é uma forma de preparar crianças e adolescentes para que no futuro atue como empreendedores que conhecem a si mesmos e sabem agir pelo bem de todos.

Da escola Vida Nova, Amanda Bergmann (13) e Amabile Scherer (12) integraram o grupo de Lajeado e destacaram a experiência inovadora de participar das cooperativas. Segundo as meninas, um dos maiores ensinamentos tem sido sobre ajudar o próximo e cooperar entre si. “Para mim a cooperativa está sendo um modo a mais de estudo, pois assim a gente vai aprendendo a ter mais responsabilidade, a cumprir com nosso dever de estudante e a lidar melhor com os amigos”, afirmou Amabile. Da mesma forma, Priscila Vitória do Prado (14), da Guido Lermen, mencionou o conhecimento adquirido no Fórum e o quanto ele vai contribuir para a sua vida: “Tenho certeza de que com isso vou ser uma pessoa muito melhor”.

Na avaliação de Nathália Seibt (11), da Nova Viena, o tema cooperativismo deve ser abordado também com as crianças menores, para que elas tenham mais informações quando alcancem a idade de assumirem suas próprias cooperativas. Ao seu lado, a colega Yasmin Sabcke Panizza (12) revelou que sai do evento com ideias que certamente poderão ser colocadas em prática na sua escola. Já Taís Maffacioli (13), da São João, reiterou o quanto tem aprendido sobre deixar de lado o individualismo e trabalhar em equipe, além de questões profissionais, como fazer atas e conduzir reuniões. Do Fórum ela leva sugestões para a fundação da cooperativa e principalmente para o objeto de aprendizagem de seu grupo. “Eu estou aprendendo o quanto uma cooperativa pode transformar a nossa vida e a sociedade”, resumiu.

O projeto
O projeto das Cooperativas Escolares em Lajeado é promovido pela Sicredi Integração RS/MG em parceria com a Prefeitura e consiste em associações de jovens do 6º ao 9º ano que desenvolvem ações em benefício de seus cooperados e da comunidade estudantil. Desde julho, são realizados encontros semanais nas próprias escolas, no contraturno ao da aula, e mensais na Sicredi a fim de aperfeiçoar os conceitos e definir aspectos essenciais para a constituição das entidades. As assembleias de fundação estão agendadas para o dia 06 de novembro, quando serão apresentados nomes, marcas e estatutos, além da realização da primeira eleição das diretorias.

 

 

Crédito: Clarissa Jaeger
Assessoria de Imprensa Sicredi Integração RS/MG