Variedades Lajeado

Sincovat entrega doações a quatro instituições beneficentes de Lajeado

urlO Sincovat levou a alegria do Natal a crianças e idosas de Lajeado na manhã desta terça-feira (20). A diretora social Alcione Maria Busch e o diretor administrativo Nilvo Antônio Radaelli, acompanhados por Luciano Muller, membro da pasta social que interpretou o Papai Noel, entregaram donativos arrecadados pela entidade a quatro instituições da cidade – Sociedade Lajeadense de Amparo ao Idoso Carente –Vovolar, Centro Lenira Maria Müller Klein de Atendimento à Criança e ao Adolescente, Centro Nora Oderich de Atendimento à Menina (Lar da Menina) e Associação de Assistência à Infância e à Adolescência (Saidan).

As doações foram coletadas no decorrer do ano, através da Maratona de Arrecadação de Brinquedos, durante eventos promovidos pelo Sincovat e por intermédio da parceria com o Encontro Estadual de Estudantes de Ciências Contábeis – realizado no dia 19 de novembro na Univates. As arrecadações totalizaram 132 brinquedos, 170kg de alimentos não perecíveis, 1.240 itens de higiene pessoal e produtos de limpeza. Alcione destacou que a iniciativa é uma forma de incentivar a responsabilidade social, ressaltando o apoio da Aescon, Sescon-RS e CRCRS, bem como o envolvimento dos associados e da comunidade para o sucesso da ação.

As idosas da Vovolar receberam as doações com alegria e entusiasmo. Para a cozinheira da entidade, Dione de Oliveira, a atitude foi nobre e digna de elogios: “São pessoas de bom coração, que lembram delas e gostam de ajudar. Isso é o que faz a diferença”. Com as crianças, a festa foi ainda maior. O grupo foi recepcionado com euforia e a presença do Bom Velhinho foi motivo de sorrisos e abraços. A diretora do Lar da Menina, Virgínia Margaret Rempel, não escondeu a emoção em presenciar a animação das pequenas pela visita, enaltecendo a importância da ação. “É sempre muito bom. Elas esperam por isso. Sem essas pessoas e suas doações não temos Natal”, afirmou. Ao final das entregas, Alcione descreveu o sentimento de dever cumprido: “É uma felicidade. Tem a questão da solidariedade, mas principalmente do amor. Isso é maravilhoso”.

Fonte: Ass. de Imprensa do Sincovat
Foto: Clarissa Jaeger