Social Região RS RSS Destaques

Sincovat faz a alegria de mais de 100 crianças com doação de brinquedos

Mesmo com um pouco de receio, pequenos abraçaram o Papai Noel (Foto: Simone Rockenbach)

Numa iniciativa que já se repete há alguns anos nesta época que antecede o Natal, o Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade do Vale do Taquari (Sincovat) realizou nesta quinta-feira (13) a entrega de brinquedos a crianças carentes. O material foi doado por associados da entidade e pela empresa Brasilata, fazendo a alegria de 38 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Lauro Mathias Müller, do Bairro Planalto de Lajeado, e 75 meninos e meninas de até cinco anos da Creche Criança Feliz, situada no Bairro Marmitt de Estrela.

Símbolo do Natal para os pequenos, o Papai Noel foi quem entregou cada pacote. “É emocionante poder fazer isso, ver a reação deles”, afirmou o contador Luciano Müller, que se vestiu de Bom Velhinho e afirmou que tão cedo não pretende parar de ajudar. Ele esteve acompanhado da presidente do Sincovat, Cíntia Fortes e o marido Ivan Fortes, além da secretária da entidade, Franciele Jancen.

Com expressões de felicidade, emoção e choro, os contemplados davam um abraço no Papai Noel e recebiam o seu presente. “Eu ganhei uma bolsa com bonecas, gostei muito”, afirmou Luana Araújo (6), da EMEF Lauro Mathias Müller. O colega Matheus da Silva (6) aprovou o jogo que ganhou, mas confessou: “queria muito um carro de controle remoto”. Quando questionados sobre o bom comportamento, alguns confirmavam balançando a cabeça em sinal positivo. Outros surpreendiam com um sincero “mais ou menos”, logo abraçando o Papai Noel. Diretora da creche, Cleni Klafke destacou que o gesto da doação é gratificante e motivo de gratidão. “Muitas das nossas crianças não têm condições de ganhar um presente de Papai Noel no Natal, tanto que alguns questionaram se ele iria nas suas casas”, comentou. Por conhecer de perto a realidade das famílias dos pequenos, afirmou que “eles não se importam de modo algum com o valor do brinquedo, e sim com o significado dele”.

Texto: Ascom Sincovat