Destaques Geral Lajeado

SLAN realiza formação com os profissionais

formação.JPGA Sociedade Lajeadense de Atendimento à Criança e ao Adolescente (SLAN) realizou a formação pedagógica para os profissionais, divididas em grupos e momentos. Nessa semana dois grupos foram ao interior de Marques de Souza na Comunidade Tamanduá, no Centro Ecológico Pedra d’ Mim para uma energização nas trilhas. O segundo momento foi uma formação com os instrutores da empresa Conscientiza Training: Transformando atitudes em resultados, Márcio Klein e Lisane Sfair que ficaram responsáveis pela palestra e dinâmicas. O encontro foi realizado no Tutti Fratelli que cedeu o espaço à entidade.

A coordenadora pedagógica Angelisa Klein e a coordenadora administrativa Sandra Pretto destacam que estão trabalhando o lado humano do profissional para beneficiar cada vez mais às crianças. “Nos sugeriram a vivência no Centro Ecológico onde conhecemos um lugar maravilhoso em que a trilha trabalha o conhecimento individual. Queríamos começar o ano com essa energia junto a natureza para que os funcionários recarregassem e levassem tudo o que vivenciamos nesse local para a vida”, dizem as coordenadoras.

No momento vivenciado com os instrutores Márcio e Lisane que proporcionaram um treinamento gratuito para 30 profissionais no último ano e se colocaram à disposição de fazer uma atividade, o intuito foi melhorar ainda mais o ambiente de trabalho se tornando mais prazeroso para os profissionais e crianças. “Queremos que cada um saiba que pode fazer diferença na vida das crianças. Esse reencontro motivou eles a seguirem esse ano com diversas técnicas para as educadoras sociais e oficineiros buscando trabalhar a parte lúdica, experimentando e voltando um pouco à infância”.

De volta a infância

Os instrutores trabalharam as emoções dos profissionais. Segundo o proprietário do Conscientiza, Klein, tem sido grande divisor de água entender a nível cerebral o que se executa para trabalhar, entender as emoções e desenvolver o intelecto. “Essa é uma questão um pouco desassistida e é necessário calibrar e compreender melhor para que no dia a dia consigamos ser mais positivos e manter harmonia entre o profissional, vida social e pessoal”, diz.

A esposa de Márcio, psicopedagoga Lisane salienta que a ideia do encontro foi buscar dinâmicas para que os profissionais se colocassem no lugar da criança, independente do setor que trabalham. “Queremos que saibam como olham e tratam a criança, percebendo as marcas que estão deixando. As dinâmicas fizeram com que cada um voltasse a infância e saísse desse encontro como verdadeiras crianças que sonham, idealizam, passando os melhores sentimentos e momentos”, diz Lisane, afirmando que dessa maneira o dia desses profissionais pode ser mais prazeroso. “A educação trabalha com vidas, formação da identidade e de sentimentos e na SLAN as crianças geralmente são mais vulneráveis em situações de vida mais difíceis e precisam de um olhar mais atento e afetuoso”, conta.

Vivência na natureza

A proprietária do Centro Ecológico Pedra d’Mim Marta Verena Lucian que é terapeuta floral e alquimista conta que a proposta da trilha foi mostrar aos profissionais os sete pontos de energia e contemplar os lugares especiais do local. “São sete paradas em sete pontos relacionadas aos sete chacras. A trilha faz uma grande revisão da vida e fico muito feliz em atender escolas. É perfeito trabalhar com a área da educação, pois é um trabalho feito com o coração. Falamos em cuidar dos cuidadores, pois ninguém cuida do cuidador e nossa proposta é essa, poder espalhar isso”, diz Marta. O trabalho é realizado com o apoio e a parceria dos irmãos de Marta, Marina e Luís Paulo Lucian.

Fonte: Ass. de Imprensa da SLAN
Foto: Renata Leal