Saúde Destaques Lajeado

Solenidade marca entrega da primeira parte da reforma da Emergência do HBB

Autoridades municipais, membros da diretoria e funcionários do hospital participaram do evento

Foi entregue na manhã desta quinta-feira, à comunidade regional, a primeira parte da reforma e remodelação da Emergência do Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado.

A obra – um investimento de R$ 850 mil – está sendo executada em parceria com a Administração Municipal e conta com apoio de parceiros locais: como a Construtora Zagonel, que doou os pisos para o setor, e a Obra Materiais de Construção, que doou a argamassa necessária. Equipamentos que foram adquiridos pela Prefeitura durante os primeiros meses de combate à pandemia, como respiradores, equipamentos de alto fluxo e camas, serão acrescentados aos novos espaços.  O trabalho de revitalização dos espaços, iniciado em novembro de2020, deve durar mais quatro meses.

A diretoria do HBB acompanhou a solenidade, assim como o prefeito, Marcelo Caumo, vereadores e autoridades municipais. O presidente do HBB, João Batista Gravina, agradeceu o apoio da comunidade e das empresas locais. Reforçou que todo o dinheiro que entra para o hospital – que é filantrópico – é reinvestido na instituição, e observou que, com as melhorias, o atendimento à população será qualificado.

Conforme o Diretor Executivo da instituição, Cristiano Dickel, a área total reformulada é de 792 m². Nesta primeira parte dos trabalhos passaram por melhorias o espaço de atendimento com triagem, os consultórios médicos e a sala de gesso, e foram criados uma sala com leito de isolamento, sala com três leitos de psiquiatria e um ambiente isolado para o atendimento infantil – este último equipado como uma UTI Pediátrica.

Também foi disponibilizada uma área de monitoramento que terá a capacidade de acessar cem câmeras espalhadas pela estrutura do HBB. A saída do morgue – de pacientes que foram a óbito – não será mais pelo acesso dos pacientes, mas sim pela parte do antigo prédio do Hospital São Roque. Por fim, foi readequado o acesso das ambulâncias, que agora comporta dois veículos por vez.

As obras da segunda parte da reforma devem iniciar nos próximos dias. Passarão por readequações, ou serão criadas, a sala de observação, que terá dez leitos; a sala de pacientes críticos – que receberá sete leitos de UTI; e duas salas de intervenção, que funcionarão como blocos cirúrgicos para casos de atendimento imediato.

Fotos Emilio Rotta/Imprensa HBB