Saúde Destaques Muçum

Técnica chinesa fará parte de atividades oferecidas por Equipe de Saúde

A Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, oferta uma série de iniciativas que, de diversas formas, pretendem trabalhar a prevenção da saúde e elevar a qualidade de vida dos participantes. Entre estas, estão a yoga e a auriculoterapia, que fazem parte das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) do SUS. Seguindo esta linha, uma nova atividade deve ser implantada em breve. Trata-se do Liang-Gong, técnica terapêutica chinesa que busca o equilíbrio e maior consciência corporal, além de uma série de outros benefícios.

Para a implantação, a enfermeira da Unidade de Saúde, Mariéli Castoldi, esteve na sede do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), em Santa Cruz do Sul, onde passou por um curso intensivo desde a sexta-feira (26) até o domingo (28). O professor que ministrou o aprendizado da técnica é o Mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS e Especialista em Psicologia Transpessoal pela Unipaz/SPEI, além de Bacharel em Educação Física na UFRGS, Tiago Oviero Frosi. “O primeiro passo será treinar as profissionais da Equipe de Saúde. Logo após, definiremos horário, local e como interessados poderão participar”, diz Mariéli.

A enfermeira explica que a técnica pode ser desenvolvida com doentes crônicos, usuários de programas de saúde mental e em empresas do município, com a intenção de prevenir doenças crônico-degenerativas, bem como doenças autoimunes.

História

A prática corporal chinesa nasceu na década de 70 pelas mãos do médico ortopedista Zhuang Yuan Ming, que a criou para prevenir e tratar dores no corpo. Era nessa época que grande parte da população chinesa deixava o campo para ocupar postos de trabalhos nas fábricas. Os operários começaram a apresentar quadros de dor, eram tratados, melhoravam, mas após um tempo retornavam com as mesmas queixas. Diante do desafio, o especialista associou seus conhecimentos de Medicina Tradicional Chinesa, artes marciais, massagem e da própria cultura de seu país para desenvolver a seqüência de exercícios.

O Lian Gong ultrapassa o tema da dor para alcançar resultados como a melhoria da qualidade do sono, da mobilidade, maior disposição para execução das tarefas diárias, redução do uso de medicamentos, maior socialização, aumento da flexibilidade, da força, do equilíbrio e das capacidades motoras, além do ganho de tônus muscular.

 

Assessoria de Imprensa de Muçum