Região RSS Eventos

Tiro ao Rei reaviva as tradições germânicas durante a 32ª Oktoberfest e Feirasul

Competições de tiro integram tradições germânicas (Foto: Divulgação)
Competições de tiro integram tradições germânicas (Foto: Divulgação)

Uma parceria entre a 32ª Oktoberfest e a Sociedade de Tiro, Caça e Pesca de Santa Cruz do Sul vai possibilitar o ressurgimento de um projeto cultural denominado Tiro ao Rei,  com uma competição de Tiro de Precisão. A iniciativa acontece durante a Festa da Alegria, entre os dias 5 e 7 de outubro, na sede da entidade, com a participação de mais de 200 competidores nacionais – atiradores devidamente habilitados com Certificado de Registro (CR). “Queremos resgatar as antigas tradições germânicas, que possam somar ainda mais com as demais atividades da nossa festa”, ressalta o coordenador de Cultura da 32ª Oktoberfest, Mártin Brackmann Goldmeyer.

Conforme o responsável pelo torneio de Tiro ao Rei, Egidio Strohm, o intuito também é estimular o desenvolvimento cultural germânico do esporte do Tiro de Precisão. “Os vencedores formarão a corte do tiro da Oktoberfest atual e das vindouras”, explica. O objetivo é que o evento faça parte das futuras edições da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul. A Sociedade de Tiro, Caça e Pesca fica responsável em desenvolver as atividades relacionadas ao Tiro ao Rei, seguindo as regras do esporte do tiro, obedecendo sempre a legislação.

A corte será formada pelo Rei, Primeiro Cavalheiro, Segundo Cavalheiro, Rainha, Primeira Princesa, Segunda Princesa, Primeiro Valete e Segundo Valete do tiro. As provas acontecem nos dias 5, 6 e 7 de outubro, na Sociedade de Tiro, Caça e Pesca de Santa Cruz, sendo as eliminatórias na tarde do último dia. Já à noite, às 20h30, no Pavilhão Central, no Parque da Oktoberfest, ocorre a Coroação do Rei do Tiro e, logo após, às 21 horas, inicia o Baile.

História – De acordo com Strohm, existem relatos de que a prática do tiro ao alvo no cenário brasileiro tenha iniciado em meados de século 19, pelos imigrantes alemães estabelecidos no Sul do Brasil. “As sociedades de atiradores, conhecidas como Schützenverein, foram espaços de entretenimento e sociabilidade”, relata. O Tiro do Rei, Königschießen, era um evento marcado por grandes festejos. “No torneio de tiro, o atirador com maior pontuação era condecorado o Rei do Tiro”, destaca.

Ele ainda salienta que segundo Hardy Elmiro Martim, no livro Recortes do Passado de Santa Cruz (1999), as guerras mundiais foram responsáveis pelo término das atividades de quase todas essas sociedades de atiradores.  “Agora as festividades da nossa Oktoberfest procuram reativar e reerguer todas as tradições que estavam esquecidas, procurando no amor ao torrão gaúcho e ao Brasil despertar o brilhantismo daquelas festas de antigamente”, conclui.

Texto: Ascom 32ª Oktoberfest