Páscoa RSS Destaques Muçum

Tradicional encenação da Paixão de Cristo em Muçum contará com 90 voluntários

(Foto: Juremir Versetti - Chinelagem Press)
Evento acontece no dia 14 de abril (Foto: Juremir Versetti – Chinelagem Press)

Sofrimento e redenção. Queda e superação. Morte e ressurreição. Para muitos, a encenação da Paixão de Cristo tem sinopse conhecida. Mas não importa: a depender da fé e também da beleza cênica destacada, a emoção continua sendo a mesma, todos os anos. Às 20 horas da sexta-feira Santa, dia 14 de abril, na Praça da Matriz, em Muçum, a Associação Muçunense de Artes (AMA), apresenta a famosa Paixão de Cristo de Muçum, que este ano vai para a sua 17ª edição. A exibição é gratuita.

“Sem dúvida é a fé que nos move, que nos dá a força para continuar querendo proporcionar ao público uma grandiosa Paixão de Cristo. A AMA nasceu dentro de um grupo de jovens da igreja e sempre acreditamos no poder da arte. O maior prêmio, após tantos esforços, é ver a alegria das pessoas renovadas ou perceber que, de repente, alguém que estava distante da vida na comunidade teve a sua fé fortalecida”, diz Ranieri Moriggi, diretor geral do espetáculo.

A expectativa é de um público igual ou superior ao da encenação do ano passado: cinco mil espectadores. Ainda, em fase de negociação, a organização do evento estuda a possibilidade de transmitir o espetáculo no conforto do lar: este ano, a AMA pretende transmitir o espetáculo, ao vivo, pelas redes sociais, porém, ainda aguardam o fechamento de parceria com o provedor de internet que transmitirá o sinal.

Considerado o segundo maior espetáculo cultural de Muçum e uma das maiores apresentações do gênero de toda a região, a Paixão de Cristo deste ano contará com recursos oriundos do governo municipal, paróquia Nossa Senhora da Purificação, empresariado local e da região, além das doações de pessoas. Conforme Moriggi, os gastos para a realização do espetáculo deste ano superam os R$ 15mil. “Fazer arte e promover a cultura gera um alto investimento.

Neste ano, priorizamos investimentos em cenografia, sonorização e iluminação, contratando equipes e profissionais especializados em arte teatral. Para isso, duplicamos o valor que era gasto em edições anteriores, mas acreditamos que era necessário aprimorarmos nossa encenação. O público merece. Todos nós merecemos”, afirmou.

Nem a crise atrapalhou: a comunidade, juntamente com órgãos públicos, igrejas, empresas e entidades, de Muçum e região, além de doações vindas de outros estados do Brasil, ajudaram a captar cerca de 90% do valor orçado para a edição de 2017.

No total, são cerca de 90 pessoas envolvidas na encenação, entre voluntários, atores e profissionais de apoio. O palco permanece o morro da praça da Matriz, que este ano receberão três monumentais cenários, forte estrutura de som e luz. Para dar conta de toda esta grandiosidade, foi em janeiro que a maioria dos participantes começou a se reunir para definições envolvendo recursos, ensaios e montagem.

Voz e canção
Um dos grandes destaques da encenação é a mudança de artistas nos personagens principais, além da reformulação do texto, o que deu uma nova imagem ao espetáculo. “O pessoal do grupo gostou bastante das mudanças apresentadas. A gente precisa inovar todos os anos. A história pode ser a mesma, mas é preciso inserir algo novo sempre. O povo nos cobra isso e a gente busca impressioná-los a cada ano, com novidades”, afirma o diretor.
Outro destaque é a trilha sonora, que foi reformulada e pesquisada, a fim de sensibilizar ainda mais os espectadores. Foram cerca de dois meses de pesquisas até encontrar as músicas que serão executadas ao longo da apresentação.

Apoiadores
A Paixão de Cristo de Muçum conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Muçum, Terno de Reis Mensageiros da Paz, Paróquia Nossa Senhora da Purificação, Decibal Móveis, Farmácia Manipullaris, Lar do Encanador Bertamoni, Pitada Sabor, Padaria Dona Sola, Farmácia Lucca, Auto Car Express, Borracharia Fredo, Posto Viadutho, Mercado Signori Redefort, Sérgio Pneus, RT Miotti, Saturno Sorveteria, Kiosque da Praça, Representações Gracioli, Arte Cúbica, Bozão Redelar, Mercado Vendramini, Carrocerias Muçum, Sicredi, A. Baronio e cia ltda, Funerária Garibotti, Rádio Encanto FM, Deconto Materiais de Construção, Malhas Coser, E-Green, Ozini Móveis, Ezi Serigrafia, Vereadores de Muçum, Almeida Monitoramento, Delta Cenografia, Vargas Assessoria de Trânsito, Comercial Bonatto, Metalúrgica Deconto, Funerária Pezzi, Studio de Beleza Sérgio Kowalsky, Veloturbo, Jornal de Muçum e Jornal Princesa das Pontes.

Texto: Ascom evento