Artigos - Turismo

“Turismo e natureza na Região dos Vales” este é o artigo da turismóloga Diuly Mähler

diuly-mahler-turismo-com-enfase-em-hotelaria-pela-unisc
Diuly Mähler (Foto: Divulgação)

O Brasil tem se destacado mundialmente como destino turístico de natureza e isso se deve não apenas às proporções geográficas e os inúmeros cenários naturais que compõe o país, mas principalmente por ter sido precursor no desenvolvimento de normas técnicas direcionadas às atividades realizadas ao ar livre, cujo intuito é garantir a segurança dos participantes e a boa imagem das empresas e dos destinos onde as atividades são praticadas.

O turismo de natureza engloba os segmentos de ecoturismo e turismo de aventura e outros que utilizem o ambiente natural, como no caso do turismo rural. No passado, o país registrou vários casos de acidentes ocasionados pelo despreparo dos responsáveis pela organização e execução dessas atividades.

Esse cenário começou a mudar a partir de 2006, quando o Ministério do Turismo e a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA, e o SEBRAE Nacional implantaram o Programa Aventura Segura que instituiu 32 normas técnicas, criando assim padrões de qualidade e segurança na oferta de atividades desses segmentos e mudando a visão dos turistas com relação a elas.

Levando em consideração as características da região e o aumento significativo da procura por atividades de natureza, iniciamos em 2012 através do Consórcio Público CIPAE G8, que engloba os municípios de Boqueirão do Leão, Canudos do Vale, Cruzeiro do Sul, Forquetinha, Marques de Souza, Progresso, Santa Clara do Sul e Sério, as tratativas com a ABETA, referência mundial no assunto, para realização de cursos de capacitação para formação de condutores, visando iniciar da melhor forma possível o desenvolvimento desses segmentos nos municípios do G8 e atender uma demanda vinda do município de Sério, onde um grupo de jovens mostrou interesse pelo tema.

A proposta foi apresentada aos prefeitos em 2013 e os municípios de Sério, Progresso e Boqueirão do Leão, ambos vizinhos e da região alta do Vale, aderiram ao Treinamento de novos condutores de turismo de aventura baseado na Norma NBR – ABNT 15.285 – Competências mínimas de condutor de turismo de aventura – competência pessoal.

Além de capacitar os participantes, o curso teve como objetivos nivelar o conhecimento técnico dos futuros condutores, melhorar a qualidade e segurança dos serviços prestados e disseminar as boas praticas, tendo 50 horas de duração em sistema de semi-imersão (aulas teóricas e práticas), contando com expedições em ambiente natural para exercitar as habilidades e usando como metodologia a Educação Experiencial ao Ar Livre (aprender através da experiência). O plano de aula trabalhou o desenvolvimento de habilidades comportamentais e técnicas de condução de grupos abordando comunicação, bem estar, educação e convívio social, tomada de decisão, resolução de conflitos, legislação, qualidade do serviço, situações e procedimentos de emergência, manutenção e conservação de equipamentos, cartografia, orientação e navegação, noções de meteorologia, técnicas de mínimo impacto ambiental e outros.

No ano seguinte, o grupo de condutores locais realizou mais um treinamento com a ABETA: Curso de Iniciação em Atividades Verticais, com 20 horas/aula, baseado nas Normas Técnicas de Turismo, Sistemas de Gestão de Segurança ABNT NBR 15.331, Norma Técnica de Turismo -Técnicas Verticais ABNT NBR 15.501- Requisitos para Produtos, Técnicas Verticais ABNT NBR 15.502 – Procedimentos, Competências Mínimas de Condutor ABNT NBR 15.285 e Norma Técnica de Turismo ABNT NBR 15.397 – Turismo de Aventura – Condutores de Montanhismo e Escalada – Competência de Pessoal.

Esses e outros treinamentos foram o pontapé inicial para o desenvolvimento do turismo nos três municípios, unindo ainda mais o grupo e fomentando a discussão sobre diversos outros assuntos relacionados, culminando, inclusive, com a criação do roteiro turístico Caminho das Cascatas.

O turismo de aventura e o ecoturismo estão em ascensão nos Vales e estamos em negociação para novos treinamentos em 2017, pois é de suma importância a qualificação dos envolvidos na realização dessas atividades como forma de garantir a boa imagem de toda a região perante o mercado e criar novas oportunidades de trabalho.

Diuly Mähler – Turismóloga com ênfase em hotelaria.