RS RSS Turismo

Turismo Rural é debatido no Noroeste gaúcho

A programação envolveu visita a campo e debate de diferentes aspectos para a implementação de empreendimentos e rotas turísticas (Foto: Divulgação)
A programação envolveu visita a campo e debate de diferentes aspectos para a implementação de empreendimentos e rotas turísticas (Foto: Divulgação)

Extensionistas da Emater/RS-Ascar, Unidade Regional de Cooperativismo, representantes de cooperativas, Câmara Setorial de Turismo do Conselho Municipal de Cultura e agricultores do Noroeste gaúcho reuniram-se na quarta-feira (05), em Santa Rosa, para discutir iniciativas e oportunidades de fomento ao turismo rural. O encontro contou com representantes dos municípios de Horizontina, Salvador das Missões, São Pedro do Butiá, Três de Maio, Tucunduva, Santa Rosa, Porto Mauá e Porto Vera Cruz.

A programação envolveu visita a campo e debate de diferentes aspectos para a implementação de empreendimentos e rotas turísticas. Na parte da manhã, representantes da Emater/RS-Ascar visitaram a propriedade da família Pizzoni, na localidade de Candeia Baixa, onde conheceram a experiência da família, que investiu em uma área de lazer e gastronomia com pratos à base de peixe.

A discussão seguiu à tarde, com a participação de todo o grupo, em outro local que inspira o segmento do turismo rural, na Central Hidrelétrica (PCH) Santo Antônio da Cooperluz, localizada em Lajeado Capoeira.

O objetivo da pauta, segundo a assistente técnica regional da Emater/RS-Ascar, Vanessa Gnoatto, é fomentar o aproveitamento do potencial turístico da região, inclusive no meio rural. “Pretende-se provocar um despertar dos municípios para este potencial, que pode ser um gerador de renda nas propriedades e desencadear o fomento de outras áreas como agroindústria, artesanato, tradições locais, gastronomia”, destaca ela, que na oportunidade esteve acompanhada também da assistente técnica regional da Emater/RS-Ascar, Lisete Primaz, auxiliando na coordenação do evento.

Na fala conduzida pelas representantes do Escritório Central da Emater/RS-Ascar, de Porto Alegre, Leila Ghizzoni e pela turismóloga Fernanda Costa da Silva, foram destacados elementos importantes para a constituição e consolidação de empreendimentos turísticos, perpassando questões como identificação das potencialidades e peculiaridades locais, hospitalidade, gastronomia com diversidade e segurança alimentar, espírito cooperativo e organização de redes e roteiros que envolvam turistas, apresentação constante de novidades. Tudo isso baseado no tripé social, econômico e ambiental, lembrando também da qualidade de vida das famílias, que devem estar abertas à possibilidade e preparadas para receber turistas em suas propriedades.

O coordenador estadual do Programa de Extensão Cooperativa (PEC), Francisco Manteze, falou sobre a experiência de organização de roteiro para aproveitamento das potencialidades locais no Vale do Caí e ressaltou a oportunidade dos pontos de vendas das cooperativas também serem aproveitadas para o turismo.

A turismóloga também se colocou à disposição para contribuir com a assistência a produtores interessados na área do turismo rural e deve retornar à região para visitar empreendimentos locais.

Texto: Ascom Emater