Economia Política Estrela

Últimas horas para pagamento do IPTU de Estrela sem acréscimos

Encerra-se nesta sexta-feira (08) o prazo para pagar o tributo sem juros. Desconto de 2% de Bom Pagador segue valendo

sexta-feira (08) marcará o fim do segundo período disponível para o pagamento, ainda sem os acréscimos de juros, do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Estrela. Após esta data o tributo só poderá ser pago em cota única ou parceladamente (em número de vezes referentes aos meses restantes do ano), mas então já acrescidos de juros. O direito ao abatimento de 2% caso se enquadre no status de Bom Pagador (para quem não tiver débitos vencidos do imposto no cadastro do seu imóvel) seguirá valendo mesmo após este prazo, mas este pode ser “anulado” justamente pelo acréscimo dos novos valores. As regras para o pagamento da taxa da Coleta de Lixo são as mesmas, com parcelamento em no máximo três vezes.

Uma dedução maior foi oferecida aos munícipes estrelenses até o dia 3 de janeiro, quando o pagamento à vista podia representar até 12% a menos no valor: 10% de abatimento e mais 2% pelo direito do Bom Pagador. A arrecadação antecipada com este prazo já foi recorde, cerca de R$ 3,8 milhões, chegando a R$ 4,2 milhões quando somado também o valor da coleta de lixo. Isto já representou cerca de 62% do total que a prefeitura estima arrecadar (R$ 6,8 milhões) com os tributos, de acordo com o que está previsto no orçamento deste ano. Apenas com o adiantamento, foram cerca de R$ 1,2 milhões a mais do que o obtido com o desconto máximo em 2018.

Vencido o primeiro período para pagamento do tributo foi dado início ao novo prazo, este já sem mais o desconto de 10%, mas ainda sem a cobrança de juros, que se encerra agora. Mesmo sem o balanço final deste novo lote contabilizado, pois restam ainda algumas horas, e é quando os pagamentos aumentam, calcula-se que a arrecadação somente com o IPTU cresceu, neste mais de 30 dias, pouco mais de R$ 500 mil, R$ 1 milhão contabilizado também o valor da coleta de lixo, ou mais de R$ 5,2 milhões no total. “É um valor que não ganha um crescimento tão significativo neste segundo período pois quem decidiu pagar à vista procurou fazê-lo anteriormente, cujo abatimento era bem significante, ou preferiu parcelar, o que era possível fazer em até dez vezes. A partir deste mês, quando começam a entrar as primeiras parcelas, o valor deve crescer mais significadamente”, explica Jéssica Michele Machado Motta, coordenadora do setor de arrecadação da Prefeitura.

Taniele Tubino apareceu na tarde desta quinta-feira para pegar os boletos. “A taxa de lixo eu já paguei. O IPTU eu iria parcelar de qualquer jeito. Bom que ainda pago sem os acréscimos”, diz. Já dona Márcia Teresinha Werle, que também compareceu nesta tarde ao Setor de Arrecadação da Fazenda, lamenta um pouco o certo descuido que teve. “Na nossa casa sempre pagamos à vista, para aproveitar o desconto. Mas este ano veio o período de férias, festas, não nos ligamos quanto os prazos e nos passamos. Mas vamos saldar agora sem problemas”, afirma a moradora do Distrito da Delfina.

Este ano o IPTU teve uma correção de 4%, de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Para saldá-lo é preciso buscar o Setor de Arrecadação da Secretaria da Fazenda, localizado na Rua 13 de Maio, nº 360. Apesar das guias terem sido encaminhadas anteriormente pelos Correios, os cidadãos podem emiti-las no portal da prefeitura (www.estrela.rs.gov.br> Autoatendimento). Um link no topo da página inicial do site dá acesso direto ao documento. Mas quem buscar o parcelamento ou tiver mais dúvidas deve procurar o referido setor, onde servidores fazem o atendimento das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.

Texto: Rodrigo Angeli
Prefeitura de Estrela