Melhor Idade Eventos Nova Bréscia

Uma festa para celebrar a vida

Dos 3.300 habitantes do município de Nova Bréscia, 19 tem ou já passou dos 90 anos de idade. Para valorizar quem tanto fez pela Terra dos Churrasqueiros, foi realizado na quinta-feira (05), na sede do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), o 6° Encontro de Noventões.

Oito integrantes do grupo participaram do evento: Guilherme Delazeri, de 90 anos. Egídio da Silva, de 90 anos; Ida Giovanaz, também de 90 anos; Maria de Salles, 90 de anos; Matilde Devitte, de 93 anos; João de Vargas, de 94 anos; Romano Laste, de 95 anos e Elzira Vendramin, também de 95 anos.

Elzira Vendramin, com “quase 96”, como gosta de dizer, participou do Encontro pela quinta vez. A filha, Neiva Vendramin, que acompanhou a mãe, conta que o encontro faz bem à ela. “Ela ama participar e estar com as pessoas”, conta.

O prefeito, Marcos Antonio Martini, falou do grupo como sendo o verdadeiro “patrimônio do município”. A Secretária de Assistência Social, Andrea Lemos Martini, falou da satisfação em receber o grupo em mais uma edição e lembrou um de seus objetivos. “O evento proporciona momentos de encontro, relembrando os anos vividos por eles de forma alegre e descontraída”, disse.

Como estrelas do evento, os noventões foram recepcionados com música ao vivo. No violão, Noelio Laste e, na gaita, Darci Turatti. Os cuidadores também tiveram um momento só para eles, através de uma conversa com a psicóloga do CRAS, Andressa Tiecher. Cantoria italiana e descontração marcaram a tarde, que teve ainda muitas fotos, bolo personalizado e o tradicional “parabéns pra você”.

No total, são 19 munícipes acima dos 90 anos de idade: Alfredo Pedó, 90 anos; Celestina Daroit, 90 anos; Cezira Feral, 92 anos; Guilherme Daroit, 92 anos; Maria Daroit, 95 anos; Antonio Salton, 92 anos; Dovílio Laste, 92 anos; Nilo Valer, 93 anos; Francisco Ferla, 93 anos e Romilda Vian, a única que passou os demais integrantes do grupo e chegou aos 102 anos.

A Assistente Social, Inelbe Bagatini Tumelero, que idealizou e esteve à frente, juntamente com a equipe do CRAS, das seis edições do Encontro, realiza de forma periódica visitas domiciliares aos idosos que não participam dos grupos, com o objetivo de acompanhar e atender cada um de forma eficaz.

Lembranças personalizadas com os nomes dos noventões e suas respectivas idades foram entregues. Organizados em fileiras, demonstraram a diversidade e a longevidade do povo bresciense que, “do trabalho à fartura, faz do chão a própria vida”, como bem resume o hino.

 

Fotos: Camila Merlo
Assessoria de Imprensa Nova Bréscia