RSS Geral Lajeado

Unidade de Classificação de Lajeado realiza doações mensais de alimentos a entidades

(Foto: Divulgação)
Doações são feitas para entidades (Foto: Divulgação)

Três entidades de Lajeado – a Sociedade de Assistência a Infância e a Adolescência (Saidan), o Centro Terapêutico Shalon e a Associação de Apoio as Pessoas com Câncer (Aapecan) – recebem, mensalmente, cerca de 40 quilos de alimentos, entregues por meio de doações feitas pela Unidade de Classificação local da Emater/RS-Ascar. Em cada entrega são doados alimentos como arroz beneficiado, farinha de trigo, lentilha, tapioca, feijão, canjica de milho, farinha de mandioca e farelo de arroz, entre outros.

A extensionista da Emater/RS-Ascar, Sabrina Machado, explica que os produtos são provenientes da solicitação de serviços de classificação feitos por clientes, sendo certificados aqueles que estiverem em conformidade com seus regulamentos de identidade e qualidade. “Ocorre que, para cada produto classificado devemos guardar dois quilos de amostras por 15 dias, para o caso de ocorrerem eventuais fiscalizações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) ou mesmo a reciclagem à distância dos classificadores”, salienta Sabrina.

A extensionista explica que as doações são selecionadas justamente a partir das amostras de fiscalização, que somadas a outras sobras de produtos – o que ocorre quando os clientes enviam quantidades superiores ao necessário para a classificação – formam um volume mensal de cerca de 100 quilos de produtos certificados. “As eventuais amostras que não estejam de acordo com a legislação são devolvidos aos clientes ou descartados, jamais sendo doados”, reforça Sabrina.

Além das três entidades já citadas, outras como a Abaquar e a Vovolar também já receberam doações. “É uma ação realizada pela entidade há muitos anos, com grande volume de alimentos de qualidade entregue às instituições”, comenta Sabrina. Além das doações, a Unidade de Classificação colabora todos os anos com o Jantar das Mães, promovido pela Escola Odilo Afonso Thomé de Estrela e com a Mitra Diocesana Santa Cruz do Sul – Paróquia São Francisco Xavier, quando da realização do Encontro de Sementes Crioulas de Santa Clara do Sul. “Nas ocasiões, cada entidade recebeu cerca de 40 quilos de arroz”, ressalta a extensionista.

A representante da Aapecan de Lajeado Daniela Eckardt valoriza a ação, lembrando que gestos como este podem despertar em outras pessoas – tanto físicas quanto jurídicas – o espírito filantrópico, de apoio, de empatia, que pode retornar em doações para entidades que necessitem. “Para nós qualquer apoio é importante e, neste caso, todo o arroz e a farinha entregues pela Emater foram utilizados na alimentação tanto dos doentes, como dos familiares”, enfatiza, lembrando que a entidade também recebe roupas, sapatos e outras doações.

Texto: Ascom Emater