Saúde Região RSS Destaques

Unimed VTRP converte 1,7 tonelada de lacres de alumínio em 12 cadeiras de rodas

Rodrigo encheu 14 garrafas com lacres de alumínio (Foto: Divulgação)
Rodrigo encheu 14 garrafas com lacres de alumínio (Foto: Divulgação)

No final do ano passado, quando soube da campanha da Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (Unimed VTRP) para coleta de lacres de alumínio e troca por cadeiras de rodas, Rodrigo Loss, 33 anos, decidiu que iria juntar o máximo que conseguisse. Com Síndrome de Down, só pensava em proporcionar a outras pessoas, principalmente crianças, um dos seus maiores prazeres: a liberdade de poder passear. “Eu consigo sair caminhando, mas elas precisam de ajuda para deixar a cama e se deslocar”, compara o morador de Boa Vista do Sul. Recentemente ele esteve na sede da cooperativa médica, em Lajeado, e entregou 14 garrafas pet abarrotadas de anéis de alumínio. Ergueu cada uma como se troféus fossem.

Assim como Rodrigo, a campanha Eu Ajudo na Lata comemora vitórias. Em três anos e meio contabiliza a arrecadação de 1,7 tonelada de lacres de latas de bebidas, que preencheram 2.839 garrafas pet. Com a venda deste material, a cooperativa médica conseguiu recursos para adquirir 12 cadeiras de rodas, doadas nos vales do Taquari e do Rio Pardo e na região do Jacuí. Foram beneficiadas entidades que atendem pessoas com deficiência nos municípios de Lajeado, Encantado, Teutônia, Santa Cruz do Sul, Candelária, Rio Pardo, Venâncio Aires, Charqueadas, São Jerônimo e Butiá.

“No lançamento da campanha Eu Ajudo na Lata, não imaginávamos que faria tamanho sucesso. Graças à solidariedade e ao engajamento da comunidade, ela vem superando nossas expectativas”, avalia a coordenadora da Gestão de Sustentabilidade da cooperativa, Jelci Danieli, agradecendo a todos que já contribuíram e continuam empenhados com a coleta de anéis de alumínio. O diretor de Desenvolvimento da Unimed VTRP, Claus Dummer, chama a atenção para o fato de a iniciativa abraçar uma causa duplamente nobre, alinhada aos valores da cooperativa médica. “Ao mesmo tempo em que cuidamos das pessoas, proporcionando acessibilidade e melhores condições de vida, também cuidamos do meio ambiente, reduzindo a geração de resíduos”, explica o médico.

Na natureza, o alumínio pode levar de 100 até 500 anos para se decompor. No caso da campanha da Unimed VTRP, os lacres são vendidos para uma empresa de Estrela. Esta, por sua vez, repassa o material para a indústria automobilística. O alumínio é derretido e serve de matéria-prima na composição de peças de carro.

Como ajudar

A campanha Eu Ajudo na Lata, lançada pela Unimed do Brasil, na região foi encabeçada pela Unimed VTRP e segue sem data para terminar. Para contribuir, basta entregar anéis de alumínio nos pontos de atendimento da cooperativa médica. Interessados também podem solicitar adesivos da campanha e disponibilizar garrafas para coleta de lacres em escolas e locais de trabalho. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail sustentabilidade@unimedvtrp.com.br ou pelo telefone (51) 3714-7135.

Arrecadação de lacres

Ano

Em quilos

Em garrafas pet

2013

543

905

2014

514

856

2015

507

845

2016 (*)

140

233

Total:

1.704

2.839

(*) Primeiro semestre

Texto: Ascom Unimed