Artigos - Saúde e Prevenção

“Uso correto de medicação” – por Marisa Mariotti

Marisa Mariotti (Foto: Divulgação)
Marisa Mariotti (Foto: Divulgação)

Os medicamentos são importantes para manter ou recuperar a Saúde, mas, se não forem utilizados de forma correta, podem causar alguns problemas. Devemos tratar da saúde com segurança e cuidado.

Medicamentos são substâncias que agem no organismo buscando a recuperação da saúde. Só podem ser utilizados quando forem indicados pelo médico e com a orientação do farmacêutico. O medicamento não é bala e por isso deve ser usado na dose certa e pelo tempo necessário. Devemos tratar nossa saúde com segurança, fazendo o uso correto dos medicamentos

As formas farmacêuticas são as formas físicas de apresentação do medicamento, e elas podem ser classificadas em:

Sólidas (comprimido, capsulas, supositório, pós);
Líquidas (xarope, injetáveis e soluções);
Semissólidas (pomadas, cremes, pastas, loção e géis);
Gasosas (aerossóis, Spray);

Medicamento de referencia ou de marca

São medicamentos considerados inovadores, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovados cientificamente, registrados no Ministério da saúde, na Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Medicamento Genérico

Possui exatamente as mesmas propriedades do medicamento de “marca”. Também são comprovados por testes que devem ser apresentados à Anvisa. Por isso, os genéricos podem substituir o medicamento de “marca” sem qualquer problema. O medicamento genérico age em nosso organismo da mesma forma que os medicamentos de “marca” agiriam!

Medicamento Similar
Eles não devem ser confundidos com os genéricos, pois usam nome comercial ou fantasia. Os medicamentos similares contêm o mesmo princípio ativo, apresentam concentração semelhante, forma farmacêutica, posologia e indicação terapêutica.

Apesar de apresentarem as mesmas características do medicamento de referência, estes não foram submetidos aos testes necessários para provar a equivalência. Logo não podem substituir o medicamento de referência.

Eles não devem ser confundidos com os genéricos, pois usam nome comercial ou fantasia. Os medicamentos similares contêm o mesmo princípio ativo, apresentam concentração semelhante, forma farmacêutica, posologia e indicação terapêutica.

Apesar de apresentarem as mesmas características do medicamento de referência, estes não foram submetidos aos testes necessários para provar a equivalência. Logo não podem substituir o medicamento de referência.

Amarelo, Vermelho ou Preta?

As tarjas (listras) que aparecem nas embalagens de muitos medicamentos não servem para enfeitar as caixinhas. Cada uma tem um significado. Por isso devemos estar atentos a isso.

Medicamento sem tarja?
Estes não precisam de prescrição médica para serem adquiridos . Porém, só devem ser utilizados mediante à orientação do profissional habilitado: Farmacêutico

Medicamento de tarja vermelha ou amarela
Os medicamentos com tarja vermelha (ou amarela no caso dos genéricos) devem ser vendidos somente com apresentação de receita médica ou odontológica

Fique de olho
O medicamento tem como objetivo tratar ou melhorar a saúde e só pode ser receitado por um médico. Por isso, seu consumo não deve ser estimulado pelas propagandas. Cuidado com os anúncios que você vê na televisão, jornal, internet, rádio e etc

Devemos tratar a saúde com segurança
Devemos evitar comprar medicamentos por telefone, pela internet ou fax. Muitas vezes, o estabelecimento não é reconhecido, os medicamentos não possuem registros ou estão com data de validade vencida, são falsificados e contaminados.  Logo, não utilize medicamento sem orientação médica e converse com o farmacêutico!

Alguns cuidados são necessários na hora de guardar os medicamentos em casa são muito importantes para que não ocorram acidentes. Tais como:
Armazenar os medicamentos em casa fora do alcance de crianças e animais;
Proteger os medicamentos da luz, calor e umidade;
Guardá-los longe de produtos de limpeza e cosméticos;
Conservá-los na sua embalagem original e com sua respectiva bula;
Observar com atenção o prazo de validade.
Medicamentos vencidos não devem ser utilizados;
Medicamentos não podem ser guardados no banheiro ou na cozinha.

Enfermeira Marisa Mariotti