Saúde Teutônia

Uso racional de medicamentos pauta campanha em Teutônia

Iniciativa realizada pela Comissão de Farmácia e Terapêutica visa garantir o acesso adequado de medicamentos conforme a necessidade de cada pessoa 

O uso racional de medicamentos está sendo pauta de campanha em Teutônia

O uso adequado de medicamentos tem sido uma preocupação constante para muitos profissionais da saúde. Orientar a população para que utilize a medicação na dosagem certa, conforme prescrição médica, obedecendo os horários prescritos, como forma de garantir a eficácia do tratamento e prevenir riscos é uma constante que precisar presente no dia a dia.

Neste sentido, a Comissão de Farmácia e Terapêutica da Secretaria de Saúde de Teutônia lançou a 1ª Campanha Municipal pelo Uso Racional de Medicamentos. Diversas ações começaram a ser desenvolvidas e se estenderão ao longo de 2019, tanto para a população, quanto aos profissionais que prescrevem a medicação e a aqueles que fazem a dispensa dos mesmos nas farmácias.

Conforme a farmacêutica, Caroline Grohe Schirmer Brandão, da Comissão de Farmácia e Terapêutica, o uso racional de medicamentos é um tema de suma importância. “É uma forma de garantir que o indivíduo tenha acesso ao medicamento adequado à sua necessidade e, também, saiba como usá-lo de forma a obter os melhores resultados terapêuticos”, explica.

A campanha estará focada no seguinte tripé: prescrição adequada conforme a necessidade do paciente, dispensa correta do medicamento e uso adequado do mesmo pelo paciente. “O uso racional de medicamentos significa ter o medicamento certo, na dose certa e na hora certa. É a melhor forma de garantir a eficácia do tratamento e prevenir riscos”, enaltece Caroline.

Primeira ação da campanha foi volta aos prescritores de medicamentos

O objetivo também visa a diminuição de gastos com uso de medicamentos. “Temos muitos casos de desperdício, com medicamentos vencendo na casa das pessoas. Isso é medicação sendo jogado fora, é nosso dinheiro sendo jogado fora. Muitas vezes faltam medicamentos na farmácia justamente por se ter muitos medicamentos sendo jogados fora. Por isso, temos que trabalhar todas estas questões para conseguir manter as medicação com qualidade para a população, reduzindo o gasto”, expõe.

Nesta terça-feira, dia 30 de abril, foi realizada uma das primeiras ações da campanha, com a orientação e atualização dos prescritores quanto à prescrição de medicamentos, considerando a eficácia e acesso dos mesmos. Na oportunidade, além de definir acordos sobre a prescrição dos medicamentos, os presentes ainda assistiram à palestra “Uso racional como forma de reduzir a resistência microbiana”, ministrada pelos professores doutores Luiz César de Castro e Carla Kauffmann, da Universidade do Vale do Taquari (Univates).

O secretário de Saúde, Hélio Brandão acompanhou a ação e destacou a importância da campanha. “Através da conscientização sobre o uso racional dos medicamentos, enxugamos custos ao mesmo tempo que oportunizamos que mais pessoas possam receber determinados medicamentos. É uma iniciativa de extrema importância para Teutônia”, frisou.

Já nesta quarta-feira, dia 1º de maio, junto ao evento Arte na Rua, no Centro Administrativo, profissionais da Comissão de Farmácia e Terapêutica estarão conversando com a população sobre o acesso a medicamentos, seu uso correto e prevenção de riscos envolvendo o uso inadequado destes produtos. Durante o evento, ainda serão recolhidos medicamentos vencidos para o descarte adequado, além do recebimento de sobras de medicamentos, que, após a triagem, poderão ser disponibilizados para o tratamento de outras pessoas.

A CFT ainda estará disponibilizando um profissional de saúde para visitar as comunidades e apresentar uma palestra sobre o tema, desde a prescrição, terapia, armazenamento e descarte adequado. Comunidades e grupos de associações podem solicitar a palestra, que ficará disponível ao longo de 2019, através do telefone (51) 3762-7800, com a farmacêutica Juliana.

 

USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS EM 3 PASSOS

1. NA CONSULTA MÉDICA

– Informe quais são os medicamentos que você tem em casa e quais estão em uso;

– Informe sobre alergias e reações desconfortáveis causadas por algum medicamento;

– Não saia do consultório se ficar com dúvida no seu tratamento;

– Pergunte sobre a dose a ser usada e em que horário deverá ser administrado;

– Pergunte por quanto tempo será seu tratamento.

 

2. NA FARMÁCIA

– Ao receber o medicamento, confira se de fato é o que foi prescrito;

– Observe se a embalagem está integra;

– Compre apenas a quantidade de medicamento necessária para cumprir seu tratamento;

– Não compre medicamentos apenas porque estão em oferta: o risco de vencimento é maior nestes casos;

– Certifique-se que você entendeu o modo de uso de seu medicamento;

– Havendo qualquer dúvida: converse com o farmacêutico.

 

3. EM CASA

– Crie uma rotina para usar seus medicamentos. Estabeleça qual o melhor horário para uso de acordo com o que foi prescrito pelo médico e cumpra-o;

– Utilize apenas as doses recomendadas e cumpra o tempo total de tratamento estabelecido;

– Tome seu medicamento com um copo de água. Não utilize suco, leite ou chá, pois estes podem alterar a ação do medicamento;

– Guarde seus medicamentos em local seco, arejado e fora do contato direto com a luz;

– Medicamentos termolábeis devem ficar dentro da geladeira (nunca na porta), em caixa plástica fechada para diminuir a variação de temperatura;

– Sempre que possível, mantenha o medicamento em sua embalagem original. Isso facilita acompanhar a validade do produto;

– Mantenha os medicamentos fora de alcance das crianças.

 

> ATENÇÃO!

– Não use medicamentos indicados por outras pessoas, como amigos, vizinhos e parentes, mesmo que elas digam que tiveram os mesmos sintomas ou sinais que você. Doenças diferentes podem ter sintomas ou sinais parecidos ou até iguais, e você poderá usar um medicamento que pode prejudicar ainda mais a sua saúde.

– Sobrou? Está no prazo de validade? O que não serve mais para você faz a diferença no tratamento de alguém. Sobras de medicamentos podem ser entregues nas farmácias dos postos de saúde. Os comprimidos, mesmo sobras, devem estar na embalagem original, com data de validade visível. Medicamentos líquidos só serão aceitos se estiverem lacrados.

 

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Teutônia