Rural Cruzeiro do Sul

Vacina contra aftosa foi modificada para diminuir formação de nódulos

(Foto: Divulgação)

A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começou na quarta-feira (1º) e segue até dia 31 de maio, em todo o Rio Grande do Sul. A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) espera que sejam imunizados 12,5 milhões de bovinos e búfalos, no estado, e no municipio de Cruzeiro do Sul em torno de 10.000 animais de todas as idades.

Conforme o Departamento de Defesa Agropecuária da Seapdr, este ano a vacina contra a febre aftosa sofreu alterações na sua formulação, com redução na dosagem de aplicação, de 5 para 2 ml – a vacina passou a ser bivalente, permanecendo a proteção contra os vírus tipo A e O (removido tipo C) e as apresentações comercializadas agora serão de 15 e 50 doses. A composição do produto também foi modificada com intuito de diminuir os nódulos.

Os produtores devem comprar as doses necessárias para a vacinação de todo o seu rebanho em casas agropecuárias credenciadas. Aqueles que não comprovarem a vacinação serão autuados, conforme determinação do Decreto Estadual 52.434/2015, e terão sua propriedade interditada até a regularização dos procedimentos.

A nota fiscal de compra do produto deve ser apresentada no posto veterinário junto a prefeitura, no máximo 5 dias após a compra.

 

Assessoria de Imprensa de Cruzeiro do Sul