Artigos - Saúde e Bem-estar

“Viciado em comida” por Eliana Giacobbo

Eliana Giacobbo (Foto: Divulgação)
Eliana Giacobbo (Foto: Divulgação)

O que deveria mudar na minha história para mudar o meu corpo? Todo vício surge de uma recusa inconsciente de encararmos nossos próprios sofrimentos. Todo vício começa no sofrimento e termina nele. Qualquer que seja o vício (álcool, comida, drogas legais ou ilegais), ele é o meio que usamos para encobrir o sofrimento seja ele consciente ou inconsciente.

É por isso que passada a euforia inicial, existe tanta infelicidade e tanto sofrimento. O vício não causa o sofrimento e a infelicidade. Ele apenas traz a superfície o sofrimento e a infelicidade que já estão dentro de nós. Todo vício faz isso e chega em um ponto que não funciona mais e então sentimos o sofrimento mais forte do que nunca.

Se falarmos em vício de comer vamos pensar em que momento da minha vida eu me tornei viciado em comida? O que me levou a me viciar em comida ou quem me levou para esse vício? Esse hábito pode ter sido desenvolvido ainda na infância, ou na adolescência ou na fase adulta, seja em qualquer época da vida, se a situação geradora não foi, em algum momento, tratada com a devida atenção pode ficar até o fim da vida gerenciado o modo de alimentação, inconscientemente.

Quantas pessoas são convidadas para uma festa e logo pensam em qual será o cardápio, o que será servido? Outras saem de férias e antes mesmo de sair pensam, primeiramente, quais as preparações irão encontrar. Outras ainda quando estão almoçando já vão pensando no lanche e no jantar e há quem está almoçando olhando para a sobremesa.

Nem sequer aproveita o sabor, nem do almoço, nem da sobremesa, pois na hora da sobremesa já está com o pensamento no lanche. Essa forma de pensar, sem dúvida, é de uma pessoa viciada em comida. Se ver livre de álcool, cigarro, drogas ilícitas é desafiador, porém ainda existe a possibilidade de se afastar completamente em algum momento da vida. Já a alimentação não oferece essa possibilidade, todos nós precisamos nos alimentar e, portanto, precisamos ficar pensando na alimentação várias vezes ao dia. Qual a forma de se libertar do vício da comida?

Primeiramente descobrir se em algum momento da vida essa situação foi gerada, depois buscar resolver essa pendencia do passado, seja lá qual tenha sido ela: falta de carinho dos pais, falta de atenção, perda de alguém muito querido, bowling na infância, o casamento, a chegada de um filho, uma mudança brusca do rumo da vida, ou muitas outras mais.

É muito importante saber onde teve o início do vício, assim é muito mais fácil encontrar uma maneira para a curá-lo, pois não é possível mudar o que não está consciente. Mesmo muitas vezes na busca de melhorar as emoções negativas que nós sentimos, podemos direcionar o olhar para um prato muito tentador. Porém, 10 minutos depois esse alimento pode se tornar um pesadelo e, então, a emoção gerada pelo conforto buscado pode ter o mesmo efeito da ressaca após uma noitada envolta a bebidas de álcool, e essa ressaca não deve ser sentida todos os dias. Para eliminar peso é necessário preencher, mas preencher com outro tipo de satisfação, pois a comida não deve ser um problema e sim uma maneira natural de ser feliz.

Boa semana!!!

Eliana Giacobbo – Nutricionista Coach de Emagrecimento