Saúde Meio Ambiente Mato Leitão

Vistoria contra o mosquito Aedes

Até amanhã (21) as Agentes Comunitárias de Saúde estão realizando mais uma etapa do Levantamento de Índices de Aedes Aegypti, que consiste na verificação, coleta de larvas e eliminação de focos de mosquito nos domicílios da área urbana.

A meta é visitar 336 imóveis da região central do Município. A equipe vai vistoriar os pátios em busca de criadouros de mosquito, ou seja, qualquer recipiente que tenha água parada, onde a fêmea do mosquito Aedes aegypti procura depositar seus ovos. As larvas coletadas são enviadas ao Laboratório Central do Estado, em Porto Alegre, para análise.

Este Levantamento de Índices é realizado quatro vezes por ano, sendo este o terceiro ciclo de 2019. Nas vistorias anteriores não foram encontradas larvas do mosquito Aedes Aegypti.

A Secretaria Estadual de Saúde, por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS/RS), registrou até 20 de julho mais de 3,5 mil casos suspeitos de Dengue, com 1.123 casos confirmados. A transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya ocorre pela picada da fêmea do Aedes aegypti.

Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. O inseto tem, em média, menos de um centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, na cabeça e no corpo. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada, que é onde ele deposita os ovos.

 

MEDIDAS PARA ELIMINAR CRIADOUROS

– tampar caixas d’água, tonéis e latões. Utilizar cloro ou água sanitária em caso de recipientes de armazenamento;
– guardar garrafas vazias viradas para baixo;
– guardar pneus sob abrigos;
– não acumular água nos pratos de vasos de plantas e enchê-los com areia, lembrando de lavá-los 1 vez por semana no mínimo;
– manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises;
– manter lixeiras fechadas;
– manter piscinas tratadas o ano inteiro.

 

 

Assessoria de Imprensa de Mato Leitão