RS Educação RSS Teutônia

Vivências do Semear pautam encontro regional de orientadores educacionais

Encontro reuniu orientadoras do Vale do Taquari (Foto: Édson Luís Schaeffer/Divulgação)

Nesta segunda-feira, dia 22 de outubro, Teutônia sediou o encontro de formação do Núcleo de Orientadores Educacionais do Vale do Taquari (Noevat). A programação, que teve como tema “O amor no fazer do orientador educacional através de práticas restaurativas”, ocorreu na sede do Sínodo Vale do Taquari, no Bairro Centro Administrativo, e reuniu profissionais da região.

O encontro foi organizado pelo Noevat, em parceria com o Serviço Municipal de Apoio Escolar e Ação Restaurativa (Semear) de Teutônia. Neste sentido, as atividades do dia foram programadas em cima das vivências do Semear, como os Círculos de Construção da Paz e as Constelações Familiares.

Conforme as integrantes do colegiado do Noevat Odete Maria Spessatto, Anice Maria Nunes e Jilvane Schmitt Göhl, o encontro teve como objetivo oferecer qualificação aos orientadores educacionais. “Através desta integração e troca de experiências entre as orientadoras, oportunizamos a formação destes profissionais. Os orientadores são um elo forte entre professores, alunos e famílias. Temos o trabalho em rede, aonde olhamos para as especificidades de cada criança, mas, ao mesmo, precisamos do envolvimento das famílias e de profissionais que acompanham estes alunos. Estamos sempre visando o bem estar, em que o aluno se sinta acolhido no espaço que ele pertence, contribuindo com o seu desenvolvimento”, ressaltaram.

As profissionais ainda destacaram a importância do trabalho desenvolvido pelo Semear de Teutônia. “É um trabalho que se preocupa com a aprendizagem, com a inclusão, com as relações. Acreditamos que é um serviço importante para Teutônia, em especial para as crianças e adolescentes que precisam deste trabalho. É algo que contribui no crescimento, no desenvolvimento do ser humano, para se tornar uma pessoa melhor”, enalteceram.

Para a coordenadora da 3ª Coordenadoria Regional de Educação de Estrela, Greyce Weschenfelder, é preciso desmistificar a imagem do orientador educacional. “O papel do orientador, muitas vezes, está vestido de muitos pré-conceitos, de ser aquela pessoa que vai apagar fogo na escola. Na verdade, o papel do orientador é fazer a ponte entre escola, aluno, professor e família. É uma tarefa muito nobre. A palavra-chave é amor, porque só se entende essa profissão enquanto missão”, colocou.

Greyce também fez questão de ressaltar o trabalho do Semear. “Percebo que este serviço desse grupo de pessoas vem justamente para trabalhar as questões da paz, prevenir conflitos. Isso vem muito perto da nossa Cipave, por exemplo. Ao mesmo tempo, o grupo semeia o amor, pois não importam questões menores quando se fala em educação. Importa realmente que eu tenha amor no coração e queira trabalhar”, sublinhou. Ela ainda revelou que, em breve, está se formando como orientadora.

Durante a abertura do evento, o secretário de Educação de Teutônia, Paulo Brust, agradeceu às orientadoras presentes pelo trabalho que vem desenvolvendo nas escolas. “Não consigo me imaginar na sala de aula sem o trabalho de vocês. Para nós, é motivo de orgulho sediar este encontro, primeiro, para valorizar o trabalho que vocês desenvolvem e, segundo, por termos como objetivo tornar Teutônia uma cidade rica em saber”, enalteceu.

O prefeito, Jonatan Brönstrup, da mesma forma, fez um reconhecimento especial ao trabalho das orientadoras educacionais. “Sei do tamanho da responsabilidade que é fazer educação. É um trabalho contínuo, em que é preciso entender a necessidade de avanços constantes. Não se faz educação apenas com infraestrutura, mas com investimentos também nos profissionais, que precisam estar motivados para desenvolver o seu trabalho da melhor forma possível”, expôs.

Texto: Ascom Teutônia