Santa Cruz do Sul Vale do Rio Pardo Educação

Volta às aulas Unisc: segundo semestre letivo de 2020 inicia nesta segunda-feira

Atividades práticas serão presenciais e as aulas teóricas permanecem no sistema virtual

O segundo semestre letivo de 2020 da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) tem início nesta segunda-feira, dia 24 de agosto. De acordo com as legislações vigentes, somente as atividades práticas serão presenciais (em laboratórios de ensino e pesquisa e estágios supervisionados), enquanto as aulas teóricas seguem no sistema remoto (virtual). No transcorrer do semestre, novos formatos poderão ser adotados pela Instituição, sempre respeitando as normas sanitárias e determinações em vigor.

De acordo com a diretora de Ensino, Giana Sebastiany, por meio da utilização de recursos tecnológicos, a Instituição vem adotando metodologias que favorecem o processo ensino-aprendizagem.

 

Sobre o início do 2º semestre:

Giana – é um início de semestre atípico, assim como foi o primeiro de 2020. Na oportunidade, com a reinvenção pedagógica, tínhamos previsto uma série de experiências e atividades formativas que não se concretizaram em função da pandemia, algo que nos obrigou muito rapidamente a migrar as atividades para aulas remotas. Entretanto, nós conseguimos fazer isso em um tempo recorde, graças ao empenho dos nossos professores que, desafiados pela tecnologia, se dispuseram a aprender, e ao suporte qualificado que recebemos dos colegas da Assessoria para Educação a distância da Unisc. Agora, o que nos é permitido em termos de legislação é iniciarmos o segundo semestre com as atividades presenciais práticas, seguindo os protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias, um trabalho que está sendo feito com muito cuidado e que tem dado resultado, tanto que tivemos uma retomada muito tranquila e esperamos que assim continue. Mesmo iniciando o segundo semestre, ainda estamos com alguns cursos em atividades práticas de recuperação integral da carga horária do primeiro semestre.

Com relação às atividades teóricas:

Giana – de momento, o que legislação federal nos permite é que elas sejam desenvolvidas de forma remota, o que é diferente de uma aula a distância (EAD). Ocorre que um curso a distância tem todo um ecossistema próprio já organizado em termos de conteúdo e de plataformas de aprendizado, onde as interações com os professores se dão em momentos específicos. O que estamos falando nesse momento não é de transpor as nossas atividades dos cursos presenciais da Unisc para a modalidade EaD. Nós estamos falando do que é possível ofertar nesse momento, que são aulas teóricas através do ensino remoto, usando tecnologias que são comuns na educação a distância, mas utilizando também muitos princípios daquilo que já estava previsto nos nossos planos a partir da concepção de presencialidade. Então, os estudantes terão a oportunidade de vivenciar atividades tanto síncronas com seus professores, onde todos, de alguma maneira, estarão conectados para fazer uma interação, quanto assíncronas, onde os estudantes poderão gerenciar o seu tempo e as condições de acesso que disponibilizam da melhor maneira possível.

 

Pesquisa para ajustes necessários:

Giana – a partir da experiência do primeiro semestre, nós fizemos uma pesquisa para saber qual era o nível de dificuldade de acesso à internet e às atividades propostas de forma síncrona, onde se confirmou a hipótese de que muitos têm dificuldades com relação à oscilação e velocidade da internet, assim como aos dispositivos de acesso às aulas. Verificou-se que a grande maioria faz o acesso via smartphone, sendo que nem sempre isso é a melhor opção quando se tratam de textos e artigos longos. Com isso, nós revisamos juntos todo o planejamento com os nossos docentes para o segundo semestre. Agora estamos pensando mais em atividades que possam atender a essa necessidade de acesso não somente naquele momento síncrono, mas especialmente no momento assíncrono, quando os estudantes podem buscar o melhor horário e o melhor local, onde tenham os dispositivos adequados para acessarem os conteúdos. É importante que todos os nossos alunos se sintam acolhidos e que tenham condições de acessar aquilo que o professor está propondo naquele momento. Então, para isso, houve todo um cuidado nesse sentido para preparação e planejamento das aulas.

 

Prorrogação do formato emergencial:

Giana – num primeiro momento nós tivemos aulas remotas emergenciais, onde o primeiro semestre se deu muito em função disso. Até mesmo as portarias do governo federal permitiam as aulas remotas sempre de mês a mês, até que a última portaria então sugeriu que essas atividades teóricas acontecessem de forma remota até o dia 31 de dezembro. Então, com base nessa legislação é que nós seguimos planejando e organizando as atividades. Aquilo que foi emergencial no primeiro semestre agora passa a ser intencional nesse início de segundo semestre. Intencional no sentido do preparo, no sentido do estudo, no sentido de quais as melhores alternativas para que de fato ocorra uma aprendizagem significativa de todos os estudantes.  Temos essa preocupação com a qualidade, com a formação e com a segurança e a saúde de todos aqueles que convivem no espaço Unisc, que pertencem à comunidade Unisc.

 

Possível retomada ao presencial:

Giana – se as condições sanitárias mudarem, se nós tivermos autorização para a volta às aulas de forma presencial, nós também faremos isso de acordo com os protocolos de segurança, sempre avaliando as melhores condições, melhores formas e o tipo de atividade que será proposto. Iremos considerar também as questões relativas a transporte, ao convívio do número de pessoas ao mesmo tempo no mesmo ambiente, enfim, levaremos em conta os quantitativos e especialmente a segurança que é necessária para que a gente consiga de fato oferecer uma aprendizagem voltada para aquilo que importa, que é uma formação integral dos alunos. Espero que, com todas as dificuldades que nós tivemos e estamos tendo, que esse ano seja de reflexão e que esse segundo semestre seja de aprendizado intenso e que a gente possa estabelecer as trocas necessárias para que de fato sigamos como uma comunidade aprendente.

 

Josemar Santos
Assessoria de Imprensa – Unisc