Meio Ambiente RS RSS Teutônia

Voluntários fazem a diferença durante a Ação Consciência Limpa

Parte dos voluntários que fez a diferença na Ação Consciência Limpa (Foto: Édson Luís Schaeffer/Divulgação)

Sabe aquele papel de bala, saco de salgadinho, garrafa de bebida ou qualquer outro tipo de lixo que você joga pela janela do seu carro ao longo de uma rodovia? Talvez você imagina que aquele lixo sozinho não causará impacto e o problema do lixo acaba ali. Engano seu! Muita gente acaba tendo o mesmo pensamento. Você, e tantas outras pessoas, com sua atitude de atirar o lixo pela janela ou em qualquer lugar, só piora o problema. No final, a quantidade de lixo pode surpreender.

Um exemplo disso ocorreu no sábado, dia 10 de novembro. Numa primeira análise, os aproximadamente 20 quilômetros das margens das rodovias ERS-128 (Via Láctea) e RSC-453 (Rota do Sol), no perímetro teutoniense, pareciam ter pouco lixo. No entanto, nos primeiros metros em que em torno de 50 voluntários da Ação Consciência Limpa começaram a recolher o lixo, a realidade se mostrou diferente.

Escondida entre a vegetação, a quantidade de lixo e tipo de materiais encontrados surpreendeu os voluntários. Móveis, carrinho de mão, eletrodomésticos, lonas, animais mortos dentro de sacos ou sacolas, pneus, muitas garrafas de água ou outras bebidas, medicamentos, restos de veículos, entre inúmeros outros foram encontrados.

Somente entre os trevos das ruas Tiradentes e 17 de Junho, no Bairro Canabarro, em um barranco escondido por árvores, a quantidade de lixo encontrada indignou servidores da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, que coincidentemente integraram a equipe de voluntários responsável pelo recolhimento naquele trecho. Indignação porque no loteamento localizado nas proximidades há coleta seletiva de lixo e, rotineiramente, a Capatazia de Obras do bairro recolhe outros materiais.

No total, estima-se que mais de 10 toneladas de lixo foram recolhidos nestes 20 quilômetros. Para os voluntários, o sentimento de ter feito a diferença, ao mesmo tempo o pensamento de que a população ainda não entendeu a necessidade da correta destinação do lixo. Afinal, além do risco ambiental, muitos materiais recolhidos eram potenciais criadouros de vetores, entre eles, o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

Para o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Gilson Hollmann, o trabalho realizado pelos voluntários ficará na história de Teutônia. “É um trabalho que fará toda a diferença para Teutônia. O ideal seria não haver a necessidade de ações como esta, pois é preciso que cada cidadão faça a sua parte. Sabemos que é apenas o início, mas temos ciência de que, através da Ação Consciência Limpa, vamos colher bons frutos. Neste sentido, os voluntários são parte deste processo de criação de uma nova consciência”, frisa.

Hollmann acrescenta a necessidade de a população fazer a sua parte. “O problema do lixo não acaba quando você o tira de sua casa. Se você destina incorretamente o lixo, você está contribuindo com uma série de danos ao meio ambiente, além de criar lugares propícios para que mosquitos e outros animais, muitos deles peçonhentos, possam se desenvolver. Lembre-se que o lixo que você joga em lugar qualquer é o criadouro do mosquito que vai te incomodar amanhã”, adverte.

Sobre a quantidade de lixo, o secretário mostrou-se surpreso. “Sabíamos que tinha lixo ao longo das rodovias, por isso a Ação Consciência Limpa. Mas, não tínhamos ideia que a quantidade de lixo seria tamanha. Por isso, convocamos toda a população para fazer a sua parte, começando pelos seus terrenos. Cada um fazendo um pouco, teremos grandes resultados. A Ação Consciência Limpa é a prova disso”, coloca.

Durante toda a semana, ainda houve palestras, ações de conscientização e limpeza dos terrenos de todos os prédios públicos de Teutônia. As escolas também foram incluídas, onde os alunos foram convidados a auxiliar no recolhimento de lixo nos educandários.

A Ação Consciência Limpa foi uma realização da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e contou com o apoio das Secretarias de Educação, de Saúde, de Assistência Social e Habitação, de Obras e de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, além da Vigilância Sanitária. A iniciativa também teve o aval do Conselho Municipal do Meio Ambiente, que entendeu a ação como necessária para o município. A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente prevê novas ações como esta nos mesmos locais. A intenção, ainda, é atingir outros pontos estratégicos.

Texto: Ascom Teutônia