Cristo Protetor RS Destaques Turismo

A repercussão do evento-teste no Cristo Protetor

Mais de 1000 pessoas visitaram o entorno da obra

Foto: Eduardo Rocha

Tiveram sequência no último final de semana, dias 15 e 16, as visitas guiadas no entorno da obra do Cristo Protetor. A iniciativa é um evento-teste lançado pela “Associação Amigos de Cristo”, que permite observar, na prática, o local como futuro ponto de visitação, possibilitando adaptações para que o serviço funcione da melhor forma após a inauguração.

Entre o sábado e o domingo, 1135 pessoas participaram dos passeios e contribuíram com a obra do Cristo Protetor. Isso porque o valor de R$20 reais doado pelos participantes para acessar o local é inteiramente revertido para a conclusão das obras do monumento, o maior do mundo em estátua até o momento.

 

A história por trás da construção e a participação da população na edificação estão entre as perguntas mais frequentes. “É nítida a emoção e encanto das pessoas ao verem o maior Cristo do Brasil à sua frente”, contou uma das guias que esteve no Cristo no sábado.

Antes de lançar as visitas, o Cristo podia ser contemplado somente através do portão de entrada, há cerca de 120 metros da estátua. Os passeios acontecem em grupos com número limitado de pessoas, em razão da pandemia, e os participantes são acompanhados por um guia que apresenta dados sobre a cidade e a construção ao longo do percurso, que dura cerca de 20 minutos.

Deoclécio, que veio de Porto Alegre com a esposa e um grupo de motoqueiros, visitou o Cristo pela primeira vez no sábado e decidiu participar do evento-teste. Ao concluir o passeio, se disse encantado com o local. “A própria obra é de uma beleza fantástica, o artista que a esculpiu é um ser iluminado”, contou.

As visitas seguem no próximo sábado e domingo, dias 22 e 23, finalizando a experiência de três finais de semana. Agendamentos podem ser feitos pelo número (WhatsApp) 51 9 0708-2677 ou diretamente no local, nos finais de semana, das 8h30min às 17h30min.

Foto: Eduardo Rocha