Trânsito Encantado Destaques

ACI-E contesta devolutiva do governo do RS sobre plano de concessões das rodovias

A Associação Comercial e Industrial de Encantado (ACI-E) recebeu com indignação e preocupação o resultado da reunião de quarta-feira, dia 10, no Governo do Estado, com prefeitos do Vale do Taquari e representantes da Casa Civil, quando foi apresentada a proposta para o plano de concessão das rodovias gaúchas para os próximos 30 anos.

Além da manutenção da Praça de Pedágio em Encantado, a entidade também questiona o valor elevado da tarifa, que supera os R$ 9,00, além dos maiores investimentos em obras ficarem concentrados nos municípios de Arroio do Meio e Lajeado.

O presidente da ACI-E, Alex Herold, lembra que desde o anúncio do plano, a ACI-E tem atuado ativa e exaustivamente em duas frentes principais: o deslocamento da praça de pedágio para o trecho entre Lajeado e Arroio do Meio, até a adoção do “free flow”. “Com o objetivo de reduzir o valor da tarifa e viabilizar as obras necessárias na nossa principal rota produtiva, além de corrigir uma injustiça histórica que atinge os empreendedores de Palmas e demais comunidades afetadas pela atual Praça”, reforça.

Conforme Herold, a ACI-E contratou profissionais para levantar e justificar tecnicamente as necessidades logísticas locais e a recolocação da praça de pedágio, trabalhos que foram compartilhados com os governos municipal e estadual. Além disso, a entidade participou de todas as mobilizações sociais, de todas as audiências públicas e de inúmeras reuniões articuladas junto ao Governo do Estado, município e entidades representativas estaduais e
regionais.

“A devolutiva do Estado, no entanto, prevê a manutenção da Praça em Encantado, partindo de tarifas alarmantes, sem isenção nem passagens múltiplas, onerando, ainda mais, os empreendimentos locais e prejudicando novos investimentos”, alerta o presidente. “Nossos profissionais foram acionados para avaliar se foram contempladas as obras levantadas no estudo técnico inicial, mas, desde já, pela devolutiva podemos comparar que Arroio do Meio e

Lajeado terão os maiores investimentos. Essa situação, de flagrante injustiça com Encantado e a Região Alta do Vale, causa-nos indignação”. Herold acrescenta que a ACI-E acompanha os movimentos da Região Alta do Vale e, em especial, do município de Encantado, construindo com os Poderes Executivo e Legislativo locais as devidas mobilizações e ações. “Estamos lutando pelos nossos associados que, sim, devem-se engajar aos movimentos da entidade, de Encantado e Região Alta do Vale”, conclui.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *