Destaques Lajeado

Alunos da rede municipal de ensino recebem kits de alimentos em Lajeado 

Os alunos das Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) e de Ensino Fundamental (EMEFs) de Lajeado estão recebendo kits de alimentos da Prefeitura de Lajeado por meio da Secretaria da Educação (SED). No total, cerca de 9,5 mil kits serão entregues às famílias dos alunos matriculados na rede municipal de ensino.

Para evitar o deslocamento da família até outro bairro, os kits estão sendo entregues em cada escola. Assim como a organização da entrega que está sendo feita pelas escolas, algumas separam a distribuição por turmas, outras por datas e horários marcados. As escolas estão entrando em contato com as famílias para organizar a entrega. A cesta básica que está sendo entregue contém alimentos não perecíveis para complementar a alimentação dos alunos (confira abaixo cada item).

Nesta segunda-feira, 19/04, a EMEI Mundo Mágico, do bairro das Nações, iniciou a entrega dos alimentos às famílias. Entre elas, está a família da aluna Kayla Dias, que foi até a EMEI receber o kit de alimentação.

– Para nós vai ajudar bastante esses alimentos, ainda mais que estou desempregada e está difícil conseguir emprego nesta pandemia – falou a mãe de Kayla, Keiti Momoli.

Acompanhada da filha Betina, aluna da EMEI Mundo Mágico, Franciele Fernandes Batista também foi buscar os alimentos.

– Eu acho que é uma ótima iniciativa porque essa pandemia está afetando muitas famílias, surgiram muitas dificuldades – falou Franciele.

Para a nutricionista da SED, Fabiele Johann Erichsen, durante a pandemia é ainda mais importante que os alunos se mantenham bem alimentados e saudáveis.

– A alimentação escolar é um direito de todos os alunos, mesmo com a suspensão das aulas devido à pandemia do Covid-19. Esse kit de alimentos tem como objetivo contribuir para a segurança alimentar e o bom estado nutricional dos alunos, principalmente aos que pertencem aos grupos mais vulneráveis da população e têm a alimentação escolar muitas vezes como sua única fonte diária de alimentos – explicou Fabiele.

A expectativa é de que em um mês, todas as 24 EMEIs e 18 EMEFs de Lajeado tenham distribuído os kits de alimento aos alunos matriculados.

O kit de alimento contém:

– 2 kg de arroz parboilizado;

– 1 kg de açúcar cristal;

– 1 kg de feijão preto;

– 2 kg de farinha de trigo;

– 1kg de farinha de milho;

– 1pacote de massa;

– 1unidade de óleo de soja;

– 1kg de leite em pó;

– 1unidade de sardinha em óleo.

Os recursos das cestas básicas são da Secretaria da Educação, que destinou verbas que seriam para aquisição da alimentação escolar para a compra das cestas. Assim, o alimento será direcionado às mesmas crianças que seriam atendidas dentro das escolas se houvesse aula presencial. A compra foi feita por meio de processo licitatório.

Município triplica oferta de cestas básicas nos primeiros meses do ano

Em razão da pandemia e da redução das alternativas de trabalho, em especial para informais e pequenos empresários liberais, o município percebeu a necessidade de ampliar o volume de oferta de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social.
Para efeitos de comparação, em 2019, a média mensal de cestas básicas fornecidas pela Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (STHAS) era de 100 cestas. Em 2020, o volume subiu para uma média mensal de 244 cestas. Nos três primeiros meses de 2021, já foram distribuídas cerca de 730 cestas por mês.
– Houve uma mudança de perfil de quem busca ajuda do município para obter alimentação. Não são apenas pessoas que já estavam inscritas no Cadastro Único, nossa principal referência para avaliar a situação de vulnerabilidade no município. Agora, atendemos também pessoas que são profissionais liberais, que atuavam de maneira informal para conseguir seu sustento, e viram sua fonte de renda reduzir a ponto de impactar a alimentação. Assim, com o aumento da oferta das cestas, podemos apoiar estas famílias neste momento sensível – explica a assistente social Fátima Luciane Machado, responsável pelo CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de Lajeado.